Diferenças entre edições de "Grande Prêmio de Singapura de 2008"

13 bytes adicionados ,  16h50min de 27 de setembro de 2009
Em setembro de 2009 foi comprovada pela [[FIA]], que a equipe Renault ordenou que o companheiro de equipe de [[Fernando Alonso]], [[Nelson Angelo Piquet]] batesse de forma proposital contra o muro na curva 17, para forçar a entrada do [[safety car]]. Dessa maneira, Alonso, que foi chamado aos boxes duas voltas antes, conseguiu assumir a liderança e conquistar a vitória.<ref>[http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/2009/interna/0,,OI3951702-EI12988,00-Envolvida+em+possivel+escandalo+Renault+pode+deixar+F.html Envolvida em possível escândalo, Renault pode deixar F1]</ref><ref>[http://esportes.terra.com.br/automobilismo/formula1/2009/interna/0,,OI3970909-EI12988,00-FIA+divulga+telemetria+e+confirma+marmelada+de+Nelsinho+e+Renault.html FIA divulga telemetria e confirma "marmelada" de Nelsinho e Renault]</ref>
 
O julgamento desse caso acarretou na sua permanencia condicional por dois anos da equipe Renault, ou seja, durante este periodo não poderá se envolver em graves incidentes e deve colaborar com o desenvolvimento de tecnologias que melhorem a segurança da categoria. Neste mesmo julgamento o ex-diretor chefe da escuderia [[Flavio Briatore]] foi banido dos esportes à motor e o ex-diretor de engenharia da equipe [[Pat Symonds]] foi suspenso por cinco anos. O piloto brasileiro foi livrado de punição por colaborar com as investigações e [[Fernando Alonso]] foi declarado inocente, pois segundo o [[Conselho Mundial de Esporte à Motor]] ele desconhecia a farsa.<ref>[http://esporte.uol.com.br/f1/ultimas-noticias/2009/09/21/ult4361u2883.jhtm FIA adverte a Renault, 'livra' os pilotos e bane Briatore da F-1]</ref>
 
{{ref-section}}
Utilizador anónimo