Diferenças entre edições de "George Montgomery"

31 bytes adicionados ,  13h30min de 29 de setembro de 2009
sem resumo de edição
| papéis_notáveis = <nowiki></nowiki>
* ''A Bela Lil''
* ''Aliança de Sangue''
* ''De Homem Para Homem''
* ''Rio de Sangue''
'''George Montgomery''' ([[Brady (Montana)|Brady]], [[Montana]], [[29 de agosto]] de [[1916]] – [[Rancho Mirage]], [[Califórnia]], [[12 de dezembro]] de [[2000]]) foi um [[ator]] [[estadunidense|norte-americano]], mais lembrado pelos muitos ''[[western]]s'' de baixo orçamento que protagonizou, notadamente na [[década de 1950]].
 
==Vida e Carreiracarreira==
 
George Montgomery foi o mais novo dos quinze filhos de uma família de imigrantes [[Ucrânia|ucranianos]], tendo crescido em uma fazenda. Estudou por algum tempo na [[Universidade de Montana]], mas seu interesse pelo [[cinema]] logo levou-o evou a tentar a sorte em [[Hollywood]]. Em [[1935]], enquanto seu país era açoitado pela [[Grande Depressão]], conseguiu empregar-se como figurante e, nos anos seguintes, apareceu em diversos filmes, como [[filme B|faroestes B]] de [[Gene Autry]] e [[Roy Rogers]], geralmente sem receber créditos. Foi também [[dublê]] de vários atores, inclusive [[John Wayne]].
 
Em [[1938]], com o nome de George Letz, conseguiu papéis de maior destaque em dois [[filme B|seriados]] e um faroeste na [[Republic Pictures]]. Em seguida, foi contratado pela [[20th Century Fox]], que mudou seu nome artístico para George Montgomery. Ali apareceu como astro de pequenos [[drama]]s juvenis ou como [[coadjuvante]] em produções mais ambiciosas. Finalmente, em [[1941]], pôde estrelar seus dois primeiros ''westerns'' para o estúdio: ''Cavaleiros do Deserto'' (Riders of the Purple Sage) e ''O Último dos Duanes'' (Last of the Duanes).
 
Em [[1943]], com a carreira em ascenção mas com os [[EUA]] na [[Segunda Guerra Mundial]], Montgomery decidiu alistar-se no Corpo de Sinalizadores do [[Exército]], de onde saiu somente no fim do conflito, com o posto de [[sargento]]. Retomou, então, suas atividades na Fox, onde fez mais três filmes, um deles ''A Moeda Trágica'' (The Brasher Doubloon, 1947), onde personificou o [[detetive (profissão)|detetive]] [[Philip Marlowe]], famosa criação de [[Raymond Chandler]]. No entanto, os tempos eram outros, novos atores haviam surgido e a frequência ao cinema só fazia diminuir. Para manter os lucros, os estúdios demitiram muitos contratados e Montgomery foi um deles.
Montgomery preferiu dedicar-se às suas verdadeiras paixões: fabricação de móveis, [[pintura]] e [[escultura]] em [[bronze]]. Esculpiu, entre outros, [[Clint Eastwood]], [[Ronald Reagan]], John Wayne e [[Randolph Scott]]. Também projetou a estatueta correspondente ao Prêmio Ralph Morgan, patrocinado pela [[Screen Actor's Guild]].
 
Casou-se apenas uma vez, em [[5 de dezembro]] de 1943, com a [[cantor]]a [[Dinah Shore]], que lhe daria sua única filha, Melissa, em 1947. Os dois também adotaram outra criança, Jody, em 1954. Divorciaram-se em [[1962]], o que causou surpresa nos meios cinematográficos, em razão da longevidade do casamento. No ano seguinte, sofreu uma tentativa de assassinato por parte de sua empregada doméstica, que, alegadamente sofrendo de uma obsessão pelo ator, planejava matá-lo e suicidar-se em seguida. Ela falhou em ambos os propósitos.
 
Montgomery faleceu em decorrência de [[infarto do miocárdio|problemas cardíacos]] e teve seu corpo cremado e as cinzas enterradas em dois cemitérios diferentes, um próxima à sua residência e outro próximo à sua cidade natal.<ref name="multipla">SILVA, Divino Rodrigues da, UNONIUS, Kristian Erik e DILLI, Cláudio S., ''Um Galã Que Também Foi Cowboy - George Montgomery'', in MATINÊ 25, [[Ribeirão Preto]], [[São Paulo (estado)|SP]]: Divino R. da Silva, 2000, trimestral</ref>