Diferenças entre edições de "Serra de Montejunto"

539 bytes adicionados ,  13h41min de 1 de outubro de 2009
sem resumo de edição
(Reformulação da ordem da descrição da serra. aditamento de uma ligação externa.Futuramente irei colocar os locais a visitar na serra.)
A '''Serra de Montejunto''' é uma serra de Portugal. É o miradouro natural mais alto da [[Estremadura]], elevando-se a 666 m de altitude. Esta estrutura geológica, com 15 km de comprimento e 7 km de largura, é rica em [[algar]]es, grutas, lagoas residuais, [[necrópole]]s e fósseis pré-históricos.Situa-se no norte do [[distrito de Lisboa]], entre os concelhos do [[Cadaval]], a norte, e [[Alenquer (Portugal)|Alenquer]], a sul.
Apenas 65 km a separam de Lisboa, distância que facilmente se percorre utilizando as auto-estradas [[A1 (auto-estrada)|A1]], usando a saída de [[Aveiras de Cima]], ou a A8, saída de [[Bombarral]], em direcção ao [[Cadaval]].
 
Em Montejunto existem as ruínas de dois conventos: um mais antigo [[dominicano]], do século XII, e outro que não chegou a ser concluído. Os monges do primeiro, aproveitando as condições climáticas da serra, construíram tanques onde recolhiam gelo que depois enviavam para Lisboa. É por este motivo que Montejunto é também conhecida por serra da Neve. Esta indústria perdurou até 1885.
A pouca distância das ruínas do convento, ficam as Ermidas da Senhora das Neves, do século XIII e de São João, revestidas de azulejos.
 
Situada na sequência do alinhamento montanhoso do maciço calcário da [[Estremadura]], a Serra de Montejunto oferece um curioso contraste paisagístico e climatérico. A oeste, envoltas pelo azul do mar encontram-se as ilhas das [[Berlengas]] e a noroeste, o Sítio da [[Nazaré (Portugal)|Nazaré]], a sul o "cinza" das cristas da [[Serra de Sintra]] e para sudeste os campos verdes das [[Lezíria|Lezírias do Tejo]] e dos "Olivais de Santarém".
Utilizador anónimo