Diferenças entre edições de "Sanpei Shirato"

1 950 bytes adicionados ,  16h07min de 21 de outubro de 2009
sem resumo de edição
m
 
Ele também é conhecido por seu trabalho publicado nas primeiras edições da antologia revista ''[[Garo]]'', em 1964, que tinha um foco na manga alternativa em vez do mangá mainstream popular.
 
==Biografia==
Na infância seu pai foi ativo no movimento da cultura proletária, sendo uma das poucas pessoas a ser fotografado com o cadáver torturado do líder proletário [[Kobayashi Takiji]]. Enquanto crescia, ele experimentou o rancor dos anos de guerra, e é dito que estas emoções desagradáveis saem na sociedade niilista retratados em suas obras.
 
Shirato desenvolveu seu estilo artístico através de imagens de pintura mostra-card (kamishibai) depois de terminar o ensino médio com 18 anos. Ele foi influenciada pelo Ukiyo-e do período pré-Meiji, mas diferiam em seu retrato de ação em um multi-painel "slow motion" estilo original de seu mangá. Seu estilo de interpretação ação veio das técnicas de construção tensas inerente ao aspecto desempenho de Kami-Shibai. Shirato começou sua carreira como um mangaka profissional em 1957 com [[Ninja Bugeichō]], historicamente, um manga-ninja base temática que capturou a atenção dos estudantes e intelectuais da época. A Lenda de Kamui, a série publicada pela primeira vez em Garo, pode ser considerada sua obra manga mais importantes e influentes. É a história de Kamui, um ninja que deixa uma organização que persegue e vê claramente a verdadeira natureza do período [[Edo]] e as discriminações que existiam no sistema feudal. Shirato obras são dramas históricos que incidem principalmente sobre ninjas, apresentam um registro histórico do Japão, e criticar a opressão, discriminação e exploração.
 
Muitas das obras Shirato de ter sido adaptada como série de anime e filmes, incluindo bugeichō Ninja, que foi adaptado por Nagisa Oshima como Ninja Bugeichō (Band of Ninja) em 1967, um filme incomum, consistindo apenas em imagens da manga e narrações sem animação. Alguns trabalhos têm recebido atenção nos Estados Unidos, como A Lenda de Kamui, que foi lançado em 1987 pela Viz Media, mas outros permanecem relativamente desconhecidos.
 
 
{{esboço-mangá}}
474

edições