Diferenças entre edições de "Odor de macho inteiro"

4 bytes adicionados ,  16h36min de 26 de outubro de 2009
sem resumo de edição
O odor de macho inteiro é causado pelo acúmulo de dois compostos — androstenona e escatol — na gordura de suínos machos.
 
A androstenona (feromônio masculino) é produzida nos testículos quando os suínos machos atingem a puberdade, enquanto que o [[escatol]] (subproduto da flora bacteriana intestinal, ou metabólito bacteriano do aminoácido triptofano) é produzido tanto nos suínos machos como nas fêmeas. Entretanto, os níveis são muito mais altos nos machos inteiros, uma vez que os esteroides testiculares inibem a degradação pelo fígado. Como resultado, o escatol fica acumulado na gordura dos suínos machos à medida que amadurecem.
 
Os suínos machos produzem esses compostos naturalmente durante o amadurecimento sexual, e caso haja acúmulo dessas substâncias ao longo do tempo, tornam-se perceptíveis durante a cocção da carne. A fim de evitar o acúmulo desses compostos, procede-se à castração dos leitões machos.
Utilizador anónimo