Diferenças entre edições de "Arte Nova em Portugal"

122 bytes removidos ,  12h42min de 7 de novembro de 2009
m
layout
m (layout)
{{AP|[[Arte Nova]]}}
[[Ficheiro:Edificio Arte Nova Portugal Henrique Matos.jpg|180px|thumb|Casa Arte Nova, [[Rua da Galeria de Paris]] ([[Porto]], Portugal)]]
{{HAP-mod}}
[[Ficheiro:Casa Arte Nova Rua Candido Reis (Porto).JPG|180px|thumb|Casa Arte Nova, Rua Cândido Reis ([[Porto]], Potugal)]]
[[Imagem:Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves - Casa de Malhoa.JPG|thumb|right|180px|Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves.]]
A '''Arte Nova''' foi tardia e de pouca duração em [[Portugal]]. Teve início por volta do ano de 1905 e terminou 15 anos mais tarde em 1920. Os princípios estéticos adoptados pela Arte Nova portuguesa era semelhantes ao do estilo que já proliferava na Europa; a influência francesa foi a que mais se fez notar nas construções deste estilo no território português. A aplicação da Arte Nova em Portugal deveu-se sobretudo à acção da burguesia urbana, que nas cidades de [[Lisboa]], [[Porto]] e [[Aveiro]], desenvolveram edifícios marcantemente deste estilo. A aparição de obras Arte Nova no país deveu-se à pura continuidade artística.
 
== Arte Nova ==
 
{{AP|[[Arte Nova]]}}
 
A Arte Nova foi um estilo [[estética|estético]] essencialmente de [[design]] e [[arquitectura]] que também influenciou o mundo das [[artes plásticas]]. Era relacionado com o movimento [[arts & crafts]] e que teve grande destaque durante a [[Belle époque]], nas últimas décadas do [[século XIX]] e primeiras décadas do [[século XX]]. Relaciona-se especialmente com a 2ª [[Revolução Industrial]] em curso na [[Europa]] com a exploração de novos materiais (como o [[ferro]] e o [[vidro]], principais elementos dos edifícios que passaram a ser construídos segundo a nova estética) e os avanços tecnológicos na área gráfica, como a técnica da [[litografia]] colorida que teve grande influência nos [[cartazes]]. Devido à forte presença do estilo naquele período, este também recebeu o apelido de ''modern style'' (do inglês, estilo moderno).
 
== Arquitectura ==
 
[[Ficheiro:Edificio Arte Nova Portugal Henrique Matos.jpg|180px|thumb|Casa Arte Nova, [[Rua da Galeria de Paris]] ([[Porto]], Portugal)]]
[[Imagem:Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves - Casa de Malhoa.JPG|thumb|right|180px|Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves.]]
 
No que diz respeito à arquitectura, o facto de não existirem propriamente traços estruturais nem volumetrias próprias, esta desenvolve-se subsidiária da arquitectura tradicional portuguesa. Um dos maiores aspectos relevantes é a utilização de materiais e técnicas inovadoras tais como o uso de [[cimento|massa de cimento]].<br/>
Por ser considerada uma arte bela ''«com proporção, carácter e harmonia, intensidade original como expressão e conceito»'' (por [[Adães Bermudes]]) o principal ponto de aplicação da Arte Nova era na decoração e ornamentação. Portões, varandas e escadarias eram trabalhadas minuciosamente por habilidosos artesãos que davam as pessas os contornos típicos do estilo. A tónica ornamental florista, naturalista e curvilínea era uma constante nos pormenores dos edifícios.<br/>
 
== Pintura ==
 
{{HAP-mod}}
A [[pintura]] propriamente dita de tela não foi muito abundante; existem apenas alguns pormenores decorativos nalgumas obras de [[Luciano Freire]], ou aindo o ''auto-retrato'' de [[Amadeu de Souza-Cardoso]]. Grande parte da pintura foi feita na [[Azulejo|azulejaria]] que decorava os edifícios. Diversas fábricas produziam os azulejos que depois serviam para ornamentar frontões, frisos, ou mesmos grandes superfícies de parede. Algumas dessas fábricas são a [[Fábrica de Loiça de Sacavém]], do [[Desterro]] ou a de [[Constância]].
 
5 270

edições