Abrir menu principal

Alterações

25 bytes adicionados ,  23h05min de 26 de novembro de 2009
Johann Christian Bach foi o último dos onze filhos de [[Johann Sebastian Bach]] com [[Anna Magdalena Bach|Anna Magdalena Wülken]]. Começou a estudar música com o pai e, provavelmente, com o primo do mesmo, Johann Elias Bach. Acredita-se também que o Livro II de ''[[O Cravo Bem Temperado]]'' <!--falta referência-->, famosa composição de Johann Sebastian Bach, tenha sido escrito e utilizado na instrução do filho mais novo. Christian serviu como copista de J.S. Bach e após a morte do pai, em [[1750]], ele se tornou aluno de seu meio-irmão, [[Carl Philipp Emanuel Bach]], na cidade de [[Berlim]].
 
Em 1754, foi à [[Itália]], estudar [[contraponto]] com o padre [[Giovanni Battista Martini]] e de [[1760]] a 1762, trabalhou como [[órgão|organista]] na [[catedral]] de [[Milão]]. Lá, escreveu duas [[Missas]], um [[Réquiem]], um [[Te Deum]], entre outras obras . Foi netanesta época que J. C. Bach se converteu ao [[catolicismo]]. <!--POR QUÊ?--> <!--DEUS FAZ MILAGRES-->
 
Foi o único dos filhos de J. S. Bach a escrever [[ópera]]s em italiano, começando com [[ária]]s inseridas em óperas de outros autores, prática conhecida como ''[[pasticcio|pasticci]]''. Foi contratado pelo ''Teatro Regio'' em [[Turim]], para compor uma ópera séria, ''Artaserse'', que estreou em 1760. A apresentação foi um enorme sucesso: teatros de [[Veneza]] e de [[Londres]] fizeram ofertas para que compusesse outros trabalhos. Johann aceitou a oferta de Londres e partiu para a [[Inglaterra]] em [[1762]], fixando-se em Londres, onde ele passou o resto de sua vida, uma decisão bastante semelhante à que [[George Frideric Handel]] havia tomado 50 anos antes. A catedral de Milão manteve seu cargo em aberto na esperança de que ele voltasse para reassumi-lo.
Utilizador anónimo