Lêmure-grisalho-do-bambu: diferenças entre revisões

15 bytes removidos ,  13h36min de 5 de janeiro de 2010
aj.
m (Removendo categoria "Primatas"; Adicionando "Lemuridae" (usando HotCat))
(aj.)
 
== Aspectos da vida ==
[[Ficheiro:Hapalemur-griseus.jpg|thumb|left|200px|Jovem lêmure no meio dos bambus]]
Estes primatas são predominantemente diurnos, mas às vezes as suas chamadas são ouvidas na [[noite]]. Eles são moradores de [[árvore]]s, nos troncos e ramos. Seu movimento em escalada é vertical e saltatório. <br />
Eles vivem em grupos de dois a sete (às vezes até onze) animais. Grupos menores são compostas de um macho e uma fêmea, os grupos maiores podem conter várias fêmeas reprodutivas. Há [[território]]s demarcados pelos '''Lêmures grisalhos do bambu''', que tem extensão de cerca de 15 a 20 hectares, e são marcados com secreções glandulares, e por sua reputação.
== Reprodução ==
Depois de um 140 dias de gestação, a [[fêmea]] dá à luz a um único jovem. Primeiro, a mãe leva o jovem em sua boca, depois ela coloca-o em suas costas, ou pode acabar deixando-o ficar em um lugar protegido durante sua busca por comida. Com seis semanas a mãe leva os jovens para o aprendizado a pular de bambu a bambu pela primeira vez, e com quatro meses, eles são desmamados. Em cuidados humanos, esse Lêmure já viveu até 17 anos.
[[Ficheiro:Hapalemur-griseus.jpg|thumb|200px|Jovem lêmure no meio dos bambus]]
== Perigos ==
Entre os principais [[perigo]]s do lêmure grisalho é a [[caça]], destruição de seu habitat, [[desmatamento]] como o corte e queima das moitas de bambu. A [[IUCN]] <ref>{{en}}: Andrainarivo, C., Andriaholinirina, V. N., Feistner, A., Felix, T., Ganzhorn, J., Garbutt, N., Golden, C., Konstant, B., Louis Jr., E., Meyers, D., Mittermeier, R. A., Perieras, A., Princee, F., Rabarivola, J. C., Rakotosamimanana, B., Rasamimanana, H., Ratsimbazafy, J., Raveloarinoro, G., Razafimanantsoa, A., Rumpler, Y., Schwitzer, C., Thalmann, U., Wilmé, L. & Wright, P. (2008). '''Hapalemur griseus. 2008 [[IUCN]] Red List of Threatened Species'''. IUCN 2008. Retrieved on 1 January 2009.</ref>estima que a população total tem diminuído ao longo dos últimos 27 anos (três gerações) por mais de 30%, e as listas das [[espécie]]s poderão entrar como "vulnerável" a extinção se o ritmo de matança dos lêmures continuar desse modo.
 
{{Ref-section}}
 
== Referências ==
<references/>
 
 
 
[[de:Östlicher Bambuslemur]]
19 928

edições