Diferenças entre edições de "Julius Nyerere"

3 bytes adicionados ,  17h11min de 6 de fevereiro de 2010
m
Tanzania -> Tanzânia
m (Bot: Adicionando: sr:Џулијус Њерере)
m (Tanzania -> Tanzânia)
[[Ficheiro:Julius Nyerere 1977.jpg|thumb|Julius Nyerere.]]
'''Julius Kambarage Nyerere''' ([[13 de abril]] de [[1922]] — [[14 de outubro]] de [[1999]]) foi Presidente do [[Tanganyika]], desde a independência deste território em [[1962]] e, posteriormente, da [[TanzaniaTanzânia]] até se retirar da [[política]] em 1985. Em ([[1985]]-[[1986|86]]) foi-lhe atribuído o [[Prêmio Lênin da Paz]].
 
Nyerere nasceu no Tanganyika, filho de um chefe Zanaki, e ficou conhecido pelo cognome ''Mwalimu'' (professor, em [[KiSwahili]]), da sua anterior profissão antes de se tornar activo na política, mas também pela sua forma de dirigir. Estudou para professor na Universidade Makerere, em [[Kampala]] ([[Uganda]]) [[história]] e [[economia política]] na Universidade de [[Edimburgo]].
Lançou-se na política em [[1954]], quando era professor e foi co-fundador, em Julho desse ano do partido Tanganyika African National Union (TANU), que levou o seu país à independência da [[Grã-Bretanha]] em [[13 de Dezembro]] de [[1962]]. Entretanto, na sequência das conversações com a potência [[colónia|colonizadora]] e de novas eleições no partido, Nyerere tinha sido nomeado, em [[1959]], Primeiro Ministro do território semi-independente do Tanganica e, com a independência, tornou-se o seu primeiro Presidente.
 
Um dirigente que trabalhava pela justiça social, unidade nacional e boas relações raciais, Nyerere conduziu a união política entre o Tanganica e Zanzibar, que levou à constiuição da República Unida da TanzaniaTanzânia em [[1964]]. Em [[1977]], lidera a fusão do seu partido com o Partido Afro-Shirazi de [[Zanzibar]] para formar o ''[[Chama cha Mapinduzi]]'' (CCM) ou “Partido da Revolução”, em [[KiSwahili]].
 
Nyerere, que se conservou no poder até [[1985]] quando, voluntariamente decidiu deixar a presidência, conduziu o país segundo uma política denominada "Socialismo Africano", internamente designada ''"Ujamaa"'', que significa "unidade" ou "família", em KiSwahili. Estabeleceu laços com a [[República Popular da China]], que financiou a construção da linha de [[Ferrovia|caminhos de ferro]] entre o porto de [[Dar es Salaam]] e a [[Zâmbia]] e participou ainda noutros projetos industriais.
Nyerere foi também um dos fundadores da [[Organização da Unidade Africana]] (OUA) em [[1963]] e da [[SADC]], liderou o seu Comité de Descolonização da OUA, deu sempre um grande apoio à [[FRELIMO]], na sua luta pela independência de [[Moçambique]] e a [[Milton Obote]] do Uganda, que conseguiu depôr pelas armas o ditador [[Idi Amin]].
 
Depois de deixar a presidência da TanzaniaTanzânia, Nyerere continuou activo na política internacional, principalmente como Presidente do Intergovernmental South Centre e teve um papel central como mediador do conflito no [[Burundi]], em [[1996]].
 
===Livros da autoria de Julius Nyerere===
32 134

edições