Diferenças entre edições de "Discussão:Partido da imprensa golpista"

578 bytes adicionados ,  12h06min de 7 de fevereiro de 2010
::Falhou geral na argumentação. Não cabe à imprensa sequer a mentir. Isso explica toda crítica a respeito das possíveis alterações na lei de imprensa para controle do que é produzido. No Brasil, diferentemente da China, a sociedade seria protegida de uma enxurrada de absurdos. Vide Folha de S. Paulo que até impropério já publicou. Aliás vamos citar o caso da própria Veja e o jornal O Globo, em que acusaram o ex-governador do Rio, [[Anthony Garotinho]] de usar avião de traficante para fazer viagens pelo Brasil, sendo que a própria justiça havia tomado o avião (e outros bens) e cedido a aeronave para uma empresa fazer frete, sendo contratada por Garotinho. Ele, com direito, entrou com processo contra as duas publicações. Cada uma entrou com recurso em tribunais totalmente diferentes e o processo ficou paralisado. Concluindo, difamaram e ficou por isso mesmo. Tal condição gerou o inusitado episódio da greve de fome de Garotinho. Eu voto pela retirada da palavra ''depreciativa'' e que se evitem ao máximo possível fontes da Veja e do jornal O Globo, a não ser que se encontrem fontes mais adequadas ao contexto. [[Usuário:Emerson Almeida|Knacken Sie den Code]] ([[Usuário Discussão:Emerson Almeida|discussão]]) 11h38min de 7 de fevereiro de 2010 (UTC)
 
:::Se você demonstra todo esse ódio à Veja, Globo etc. você demostra não ter isenção pra editar nada aqui, sequer requerer alguma coisa... está se declarando um usuário completamente parcial em suas idéias. [[Special:Contributions/189.4.251.165|189.4.251.165]] ([[Usuário Discussão:189.4.251.165|discussão]]) 12h06min de 7 de fevereiro de 2010 (UTC)
 
 
:Afirmar que as outras fontes são "subjetivas" também não faz sentido: por que seriam menos "subjetivas" que as opiniões do PHA e do Nassif etc? Da expressão "Partido da Imprensa Golpista", não existe partido político nenhum e nenhum golpe foi implantando: sobra o quê, se não a subjetividade do usuário do termo? Esse artigo é todo sobre opiniões. Acrescentei a opinião de dois jornalistas conceituados e ponderados, que são muito válidas; retirá-las é absurdo.
::*Elas por elas, o termo foi criado a partir de fontes que condenam parte da imprensa. Teoricamente o termo deveria ser retirado mas o termo existe e é amplamente usado. [[Usuário:Emerson Almeida|Knacken Sie den Code]] ([[Usuário Discussão:Emerson Almeida|discussão]]) 11h38min de 7 de fevereiro de 2010 (UTC)
 
:::Realmente, o termo devia ser retirado da Wikipédia por ser um POV. [[Special:Contributions/189.4.251.165|189.4.251.165]] ([[Usuário Discussão:189.4.251.165|discussão]]) 12h06min de 7 de fevereiro de 2010 (UTC)
 
 
::*Então coloquemos uma seção favorável ao termo. [[Usuário:Emerson Almeida|Knacken Sie den Code]] ([[Usuário Discussão:Emerson Almeida|discussão]]) 11h38min de 7 de fevereiro de 2010 (UTC)
 
::: O ARTIGO TODO não é isento. Como dito acima por mais de um usuário, é um POV gigante. Seção favorável? Não precisa: o artigo já é um POV favorável ào criador do termo e seus usuários. A seção de críticas mostra que nem todos concordamdiscordância com o termo, tornando o artigo neutro ao mostrar os 2 lados da moeda. Já que vão manter esse POV na Wikipédia, ele precisa ser escrito da forma mais neutra e pasteurizada possível. Portanto, está exato da forma atual. [[Special:Contributions/189.4.251.165|189.4.251.165]] ([[Usuário Discussão:189.4.251.165|discussão]]) 11h56min de 7 de fevereiro de 2010 (UTC)
Utilizador anónimo