Diferenças entre edições de "Vizinha Faladeira"

Sem alteração do tamanho ,  21h04min de 16 de fevereiro de 2010
sem resumo de edição
(Desfeita a edição 18540829 de Biantez (discussão | contribs))
|imagem=
|tamanho=
|fundação={{dnidnibr|10|12|1932}}
|escola-madrinha=
|cores=[[Azul]], [[vermelho]] e [[branco]]
Em [[1939]], a Vizinha Faladeira trouxe o maior carnaval da década de 30. O enredo ''Branca de Neve e os 7 Anões'' teve, pela primeira vez no carnaval, uma ala infantil, fantasiada de anões, e apresentou, também pioneiramente, destaques luxuosos, em cima dos carros. A consagração foi total. Quando todos esperavam o bicampeonato, veio a decepção: a escola foi desclassificada por infringir o item do regulamento que proibia temas estrangeiros.
 
Devido a este fato, a Diretoria resolveu acabar com aquela que fora a maior, a mais rica, a mais irreverente e revolucionária Escola da época. Mas em respeito a seus componentes e ao grande público a diretoria preparou a última surpresa: No Carnaval de 1940, a Vizinha desfilou normalmente até divisar o palanque dos julgaroresjulgadores, parando mesmo antes de se apresentar para os mesmos e desfraldando uma faixa com os dizeres: "DEVIDO ÀS MARMELADAS, ADEUS CARNAVAL. UM DIA VOLTAREMOS", e desfilou por trás do palanque dos julgadores, caracterizando-se assim, o primeiro e mais importante protesto em desfiles de Escolas de Samba até os dias de hoje.
 
No dia [[6 de janeiro]] de [[1989]] foi convocada uma assembléiaassembleia geral e foi revivida a escola, que desfilou no Grupo de Acesso no ano de [[1990]]. Foi campeã com um enredo sobre [[Clara Nunes]]. CinqüentaCinquenta anos após ficar com a bandeira enrolada, suas cores: azul, vermelha e branca, voltaram a representar a escola nos desfiles.
 
A Vizinha Faladeira está sendo resgatada, por um grupo de pessoas ilustres e de boa vontade, agregando os trabalhadores do porto e os moradores dos bairros da Saúde, [[Santo Cristo (bairro do Rio de Janeiro)|Santo Cristo]], Morro do Pinto, Providência, além de pessoas da Zona Sul, que começam a descobrir a escola.