Tratado de Santo Estêvão: diferenças entre revisões

m
Bot: Modificando: os:Сан-Стефанойы бадзырд; mudanças triviais
m (Bot: Adicionando: ro:Tratatul de la San Stefano)
m (Bot: Modificando: os:Сан-Стефанойы бадзырд; mudanças triviais)
[[ImagemFicheiro:HouseOfSanStefanoTreaty.jpg|thumb|300px|O edifício de Yeşilköy onde foi assinado o Tratado de Santo Estêvão]]
O '''Tratado Preliminar de Santo Estêvão''' ([[3 de março]] de [[1878]]) foi o acordo que a [[Rússia]] impôs ao [[Império Otomano]] após vencer os turcos na [[Guerra russo-turca de 1877–1878|guerra russo-turca]] de [[1877]]-[[1878]]. Foi assinado em Santo Estêvão ([[Língua grega|grego]]: ''Agios Stephanos'', atualmente [[Yeşilköy]]), vilarejo ao oeste de [[Istambul]], na Turquia, pelo Conde Nicolau Pavlovitch Ignatiev e Alexandre Nelidov por parte do Império Russo e pelo Ministro de Assuntos Exteriores Safvet Paxá e o embaixador na [[Alemanha]] Sadullah Bey por parte do Império Otomano.
 
O dia [[3 de março]], data em que se assinou o Tratado, é o feriado nacional da [[Bulgária]].
 
== Antecedentes ==
Em [[1859]], a [[Sérvia]] entrou em rebelião contra os turcos otomanos, rebelião seguida pouco depois por [[Montenegro]] (que chegou a se declarar independente), [[Bósnia e Herzegovina]] (ambos se uniriam nominalmente à Servia). Em [[1876]], a insurreição se propagou também para a [[Bulgária]]. A severa repressão levada a cabo pelos turcos fez com que o [[tsar]] [[Alexandre III da Rússia]], aliado à [[Romênia]], declarasse guerra aos turcos. O exército turco foi derrotado e obrigado a assinar a rendição neste Tratado de Santo Estêvão.
 
== Conseqüências ==
O tratado reorganizava as possessões territoriais [[Bálcãs|balcânicas]] do Império Otomano, deixando apenas uma faixa estreita da [[Trácia]]] à [[Albânia]] como território turco em solo europeu.
 
[[mk:Санстефански Договор]]
[[nl:Vrede van San Stefano]]
[[os:Сан-СтефаныСтефанойы бадзырд]]
[[pl:Pokój w San Stefano]]
[[ro:Tratatul de la San Stefano]]
418 461

edições