Abrir menu principal

Alterações

Sem alteração do tamanho, 13h32min de 9 de abril de 2010
sem resumo de edição
Uma de suas mais caras defesas durante a vida foi a do "Estado de Direito" - durante o Regime Militar viu como única forma de preservar a integridade física do amigo a quem tanto admirava [[Anísio Teixeira]], (de quem aliás fez uma extensa biografia) seria fazendo dele um imortal da A.B.L. - lançando assim a sua candidatura. Anísio morreu, em 1971, de forma misteriosa, justamente quando realizava sua última visita protocolar.
 
Foi eleito para a [[Academia Brasileira de Letras]] em dezembro de [[1968]], ocupando a cadeira nº 7, e em janeiro de [[1969]] é aposentado do [[Supremo Tribunal Federal]] pelo [[Ato Institucional nº 56]] ([[AI-56]]).
 
Foi casado com Maria Moreira Dias Lima.
Utilizador anónimo