Abrir menu principal

Alterações

24 bytes removidos, 18h00min de 15 de abril de 2010
sem resumo de edição
Uma outra hipótese faz remontar a origem do nome de ''Louvre'' ao francês arcaico ''lauer'' ou ''lower'' que significava "torre de guarda".
 
É, no entanto, do [[saxónia|saxão]] (e não do francês antigo) - consequência directa da ocupação dos "Francs saliens" (ou [[Francos sicambrianos|sicambrianossicambros]]: [[Meroveu]], [[Childerico I|Childerico]], [[Clóvis I|Clóvis]]...), cuja língua era [[germânico|germânica]] e não [[latim|latina]] - que Henri Sauval (historiador francês [[1623]]-[[1676]]) deduz a origem da palavra "Louvre". Nesta língua, que já forneceu a etimologia de numerosos nomes de lugares da região de Parisis ([[Stains]] derivado de Stein; Château du Mail de Mâhl, nome que significa "assembleia" na língua franca; [[Ermenonville]] de Ermenoldi Villa...), a palavra "leovar, lovar, lover, leower ou lower" significa [[castelo]] ou campo fotificado.
 
No [[século V]], os povos anglo-saxões, com o acordo explícito do [[Império Romano]], tomam posse do Norte da Europa Ocidental. Constituem-se, então, em comunidades encarregadas pelo Império de defendê-lo na eventualidade de um ataque exterior. Foi, de resto, em [[463]] que Childerico e Aegedius afastaram os [[Visigodos]] em [[Orleães]].