Diferenças entre edições de "Aqui Agora"

24 bytes adicionados ,  04h10min de 22 de abril de 2010
m
sem resumo de edição
(Desfeita a edição 19716213 de 189.120.136.21 (discussão | contribs))
m
| TV_com_id =
}}
O '''Aqui Agora''' foi um [[telejornal]] de apelo popular, exibido no [[SBT]] em [[1991]] (primeira versão) e em [[2008]] (segunda versão).
 
==Primeira Versão==
Estreou em [[1991]], nos fins de tarde, baseado no programa homônimo exibido pela [[TV Tupi]] em [[1979]]. O jornal de 1991 tinha como [[slogan]] "''um jornal vibrante, uma arma do povo, que mostra na TV a vida como ela é!''". Foi pioneiro no Brasil no uso do [[Gerador de Caracteres]] ao exibir manchetes bastante escandalosas sobrepostas às imagens. Seu grande foco era em [[jornalismo policial|reportagens policiais]] especialmente sobre assassinatos e crimes escandalosos. Também exibia [[fofoca]]s do meio artístico e um quadro de [[defesa do consumidor]]. Alcançou altos índices de audiência e chegou a ameaçar a [[Rede Globo]] no horário na Grande São Paulo.
 
Em [[1993]], passou a contar com [[Felisberto Duarte]], o ''Feliz'', que apresentava a [[previsão do tempo]] com bom humor e bordões como "piriri, pororó e tempos felizes!", fazendo sucesso com crianças em meio ao jornalismo sério voltado para adultos. A ousadia do jornal era tanta que chegou a ter [[Maguila]], o lutador de [[boxe]], como comentarista de economia.
 
[[Celso Russomano]], político paulistano, elegeu-se [[deputado federal]] graças à popularidade alcançada como repórter de [[defesa do consumidor]]. Suas reportagens mostravam as queixas de consumidores mal atendidos, que eram colocados frente a frente com fornecedores de serviços e produtos. A conversa muitas vezes descambava para brigas físicas. Russomano fazia papel de advogado em busca de acordo. Quando conseguia, encerrava sempre com a mesma frase: "estando bom para ambas as partes, Celso Russomano, Aqui Agora".
 
Na 1ª versão, teve vários apresentadores que se revezavam na leitura das notícias. Entre eles [[Ivo Morganti]], [[Patrícia Godoy]], [[Sérgio Ewerton]], [[Christina Rocha]], [[Sônia Abrão]], [[Jorge Helal]], [[Luiz Lopes Corrêa]], Sílvia Garcia (hoje apresentadora do Auto Esporte na Globo e esposa de Sérgio Ewerton) e [[Liliane Ventura]].
 
A equipe de jornalistas contava com [[Gil Gomes]], [[Wagner Montes]], [[Jacinto Figueira Júnior]], conhecido como "o Homem do Sapato Branco", e [[César Tralli]], que hoje é um dos principais nomes do [[Jornal Nacional]] da Rede Globo.
==Ex Apresentadores==
*[[Luiz Bacci]]
*[[Herberth de Souza]]
*[[Analice Nicolau]]
*[[Cesar Filho]]
*[[Ivo Morganti]]
*[[Patrícia Godoy]]
*[[Sérgio Ewerton]]
*[[Sônia Abrão]]
*[[Jorge Helal]]
* Os apresentadores da segunda versão só souberam que o programa havia sido cancelado quando já estavam a caminho do estúdio.{{Sem fontes|data=Agosto de 2008}}
 
* O humorista [[Felisberto Duarte]] (o homem do tempo do jornal) entrou em depressão profunda pela dupla saída de grade do jornal e da emissora. A depressão acarretou em uma inflamação do intestino que culminou com a morte do apresentador.<ref>http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL719114-5605,00.html</ref>
 
{{ref-section}}
2 721

edições