Diferenças entre edições de "Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Brasil)"

sem resumo de edição
{{Organismo governamental
|nome do organismo = Instituto Nacional da Propriedade Industrial
|símbolo = coat of arms of Brazil.svg
|natureza jurídica = [[Autarquia|Autarquia federal]]
|missão = Executar, no âmbito nacional, as normas que regulam a [[Propriedade Industrial]],
|atribuições =
|dependência1 = [[Governo do Brasil]]
|dependência2 = [[Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior]]
|chefe1_nome =
|chefe1_título =
|funcionários =
|orçamento =
|órgão subordinado1 =
|documento1 =
|jurisdição = {{BRA}}
|sede = [[Rio de Janeiro]]
|latd= |latm= |lats= |latNS=
|longd= |longm= |longs= |longEW=
|antecessor1 = [[Departamento Nacional da Propriedade Industrial]]
|criação = [[1970]]
|extinção =
|sucessor1 =
|sítio na internet = [http://www.inpi.gov.br/ www.inpi.gov.br]
|notas de rodapé =
}}
O '''Instituto Nacional da Propriedade Industrial''' ('''INPI''') é uma [[autarquia]] federal brasileira, criada em [[1970]], vinculada ao [[Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior]] (MDIC). Localiza-se na [[Rio de Janeiro (cidade)|cidade do Rio de Janeiro]], [[Brasil]]. Antecedeu-o o [[Departamento Nacional da Propriedade Industrial]].
 
A atual sede do INPI se encontra no Rio de Janeiro e recentemente foi transferida do edifício "A Noite" para edifício da "White Martins" no início de 2007. Atualmente ainda existem atividades do INPI no edifício "A Noite‎".
O edifício "A Noite" desde sua conclusão representou uma ruptura e um marco frente ao que se havia construído até então no centro do [[Rio de Janeiro (cidade)|Rio de Janeiro]]. O edifício possui 22 andares, correspondentes a 30 de um prédio moderno, devido a seu pé-direito ampliado e é o único no Brasil que atende às normas de segurança internacional. Foi, na sua época, a maior construção estruturada em concreto armado do Rio de Janeiro. São art-déco as referências de sua área externa, bem como as das áreas internas de uso comum, essas últimas já bastante desfiguradas por sucessivas reformas mal-conduzidas. Os responsáveis pelo projeto arquitetônico foram [[Joseph Gire]], o arquiteto francês que alguns anos antes projetara o [[Copacabana Palace]] e [[Eliziário da Cunha Bahiana|Eliziário Bahiana]], responsável pelo projeto do novo [[Viaduto do Chá]] em [[São Paulo (cidade)|São Paulo]]. Tanto o hotel como o A Noite materializaram novas referências para o desenvolvimento arquitetônico da cidade, embora o impacto de sua construção tenha sido diferenciado. O hotel catalisou a construção de diversos edifícios residenciais de alto nível. Esse núcleo original enraizou-se no imaginário coletivo, passando a se constituir em padrão de "morar bem" para a construção civil.
 
==Ver também==
* [[Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Portugal)]]
 
=={{Ligações externas}}==
7 644

edições