Diferenças entre edições de "Mouraria"

2 bytes removidos ,  14h38min de 5 de maio de 2010
m
Revertidas edições por 89.181.114.239 para a última versão por 213.63.157.132 (Huggle)
m (Revertidas edições por 89.181.114.239 para a última versão por 213.63.157.132 (Huggle))
Na casa em frente, nasceu já no [[século XX]], aquele que foi considerado o "rei do [[fado da Mouraria]]", [[Fernando Maurício]]. A Rua do Capelão faz hoje parte da iconografia do [[Fado]]. Mais acima, numa casa cor-de-rosa da Travessa dos Lagares, cresceu [[Mariza]], a mais internacional fadista portuguesa contemporânea. Junto à casa, agora fechado ao público, localizava-se o restaurante Zalala, onde Mariza aprendeu a cantar [[fado]].
 
Depois da abertura ao público do [[Centro Comercial da Mouraria]] no [[Martim_Moniz_(Metro_de_Lisboa)|Martim Moniz]], o bairro tornou-se num local bastante movimentado e acolhedor. Actualmente, a [[Mouraria]] é considerado um dos bairros problemáticosmais seguros da capital; é um ponto de encontro de gentes de diferentes culturas e, simultaneamente, um local que mantém vivas as suas antigas tradições populares, como se pode confirmar pela existência de várias casas de fado, bares, tabernas e colectividades culturais e desportivas a par de estabelecimentos comerciais de origem chinesa e indiana, entre outros.
 
{{esboço-lugares e bairros-gdlx}}