Ernesto Lacombe: diferenças entre revisões

202 bytes adicionados ,  18h15min de 15 de maio de 2010
sem resumo de edição
[[Getúlio Vargas|Getulista]], propagava antes da [[Revolução de 1930]] as ideias da [[Aliança Liberal]]. Como chefe do Governo do Sul do Estado destituiu os prefeitos da região que não eram de sua confiança. Nomeou por decreto os prefeitos: Fontoura Borges ([[Araranguá]]), [[Cincinato Naspolini]] ([[Criciúma]]), Lucas Bez Batti ([[Urussanga]]), Bernardo Schmitz ([[Jaguaruna]]), [[Silvino Moreira Lima Sobrinho]] (Tubarão), Galdino Guedes ([[Orleans]]), Gil Ungaretti ([[Laguna (Santa Catarina)|Laguna]]) e Pedro Bittencourt ([[Imaruí]])<ref>[[Silveira Lenzi]]: Partidos e Políticos de Santa Catarina. Florianópolis : Editora da UFSC, 1983. Página 101.</ref>.
 
A partir de 6 de outubro instala-se um Governo Revolucionário em Tubarão, sob a chefia de Ernesto Lacombe, Governador do Sul, emitindo, de imediato, decretos. Em 26 de outubro, o dia seguinte à renúncia de [[Fúlvio Aducci]] ao governo de Santa Catarina, Ernesto Lacombe foi um dos revolucionários que falaram à população da sacada do [[Palácio Cruz e Sousa|Palácio do Governo]] em [[Florianópolis]]. Os outros que também falaram à população foram o jornalista [[Osvaldo Melo]], o então deputado federal [[Nereu Ramos]], [[Henrique Rupp Júnior]], estruturador da Aliança Liberal em Santa Catarina, o general [[Ptolomeu de Assis Brasil]], e [[João Neves da Fontoura]]<ref>[[Walter Piazza]]: ''O poder legislativo catarinense: das suas raízes aos nossos dias (1834 - 1984)''. Florianópolis : Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, 1984. Página 409.</ref>.
 
Em 22 de maio de 1931 o general Ptolomeu de Assis Brasil, [[interventor federal]] em Santa Catarina, visitou Tubarão, sendo recepcionado por Ernesto Lacombe.