Diferenças entre edições de "Economia da Somália"

Sem alteração do tamanho ,  23h12min de 21 de maio de 2010
m
sem resumo de edição
m
m
| Desemprego =
| Desemprego_ano =
| Indústrias = umas poucas indústrias leves, incluindo o refino de [[açúcar]], têxteis, e comunicaçãocomunicações sem fio
| Comércio_fonte = <ref name=CIA/>
| Exportações = 300 milhões
Apesar da falta de um [[governo]] nacional, a [[Somália]] há mantido uma forte [[economia]] informal, baseada principalmente na [[pecuária]], na transferência e remessas de fundos, e nas [[telecomunicação]]s. A [[agricultura]] é o mais forte setor, e a pecuáriaa representa 40% do [[Produto interno bruto|PIB]] e mais de 50% das exportações<ref name=CIA/>.
 
A maior parte da economia foi devastada na [[guerra civil]]. A agricultura é o setor mais importante, com a criação de [[gado]] respondendo por cerca de 40% do [[PIB]] e por cerca de 65% das exportações. Grande parte de sua população que vive da criação de gado é nômade ou seminômade. Além do gado, a [[banana]] é outro importante item de exportação. O [[açúcar]], o [[sorgo]], o [[milho]] e os [[peixe]]s são produtos para o mercado interno. A maior parte da economia se baseia à criação de [[camelos]], setor pecuário que o país possui o maior rebanho do mundo.
A maior parte da economia se baseia à criação de [[camelos]], setor pecuário que o país possui o maior rebanho do mundo.
 
 
O pequeno setor industrial se baseia no processamento de produtos agrícolas, e responde por 10% do PIB, a maioria das instalações industriais foi fechada por causa da guerra civil. Além disso, em [[1999]], distúrbios na capital, [[Mogadíscio]] e áreas vizinhas atrapalharam ações de ajuda internacional.