Calendário babilônico: diferenças entre revisões

136 bytes adicionados ,  12h18min de 10 de maio de 2006
links, recat, semiw
(links, recat, semiw)
O '''Calendário[[calendário]] [[Babilónia|babilônico]]''' é um dos calendários mais antigos do mundo, possui 12 [[mês|meses]] lunares, de 29 ou 30 dias cada um, cujo início é assinalado pelo aparecimento da [[lua]] nova.
 
O ano babilônico tem 354 dias, 11 dias a menos que o [[ano solar|solar]]. Para resolver essa defasagem, acrescenta-se um mês complementar (13º mês) a cada três anos[[ano]]s.
 
Os meses babilônicos são'' tishrê'', ''cheshvan'', ''kislev'', ''tevet'', ''shevat'', ''adar'', ''nissan'', ''iyar'', ''sivan'', ''tamuz'', ''av'' e ''elul''. O 13º mês é introduzido após elul ou adar, conservando o mesmo nome do anterior seguido da indicação de segundo. Por volta de 480 a.C., os babilônios adotam um ciclo de 19 anos, adicionando os meses complementares a cada sete anos. Assim, conseguem uma correspondência mais adequada entre o [[ano lunar]] e o solar.
 
O calendário babilônico influencia o [[calendário judaico]] emprestando-lhe o mecanismo para compensar a defasagem em relação ao ano solar e o nome dos meses do ano.
 
{{esboço-história}}
 
[[Categoria:HistóriaBabilônia]]
[[Categoria:Calendários|Babolonico]]
 
{{seminterwiki}}
36 646

edições