Diferenças entre edições de "Exército de Anders"

998 bytes adicionados ,  16h09min de 5 de junho de 2010
sem resumo de edição
'''Exército de Anders''' ou '''Segundo Corpo do Exercito Polonês''' - Formação militar criadacomandada pelo General [[Wladyslaw Anders]] entre 1941 e 1942 no território da URSS, em acordo com o [[governo polonês no exílio]], por cidadãos poloneses que foram feitos prisioneiros na invasão da Polônia pela [[União soviética]] em 1939.
 
 
 
 
Em [[02 de novembro]] de 1940, Laurenti [[Beria]], seguindo ordens de [[Stalin]], propôs a formação de uma divisão militar com os prisioneiros poloneses que estavam na URSS, para ser usada em eventual guerra contra a Alemanha.
 
Foram selecionados 24 ex-oficiais poloneses (3 generais, um coronel, oito tenentes-coronéis, seis majores e capitães, seis tenentes e alferes) que estavam dispostos a participar de uma possível guerra entre a URSS e a [[Alemanha]].
Alguns destes agentes (Grupo Zygmunt Berling, General Marian Yanushaytis) consideravam-se livres de qualquer obrigação com o Governo de [[Wladyslaw Sikorski]], enquanto outros (Generais Mieczyslaw Boruta-Spehovich e Vaclav Pshezdetsky) afirmaram que participariam na guerra ao lado da União Soviética na condição de aliados e que estariam sob as ordens do governo polonês exilado em [[Londres]].
 
No entanto, por temer que a decisão soviética de criar uma divisão polonesa precipitasse um ataque pela Alemanha, tal decisão foi aprovada somente em [[04 de junho]] de 1941.
 
Em [[01 de julho]] de 1941<ref>http://runivers.ru/doc/d2.php?CENTER_ELEMENT_ID=438700&PORTAL_ID=7138&SECTION_ID=7138</ref> foi criada a 238ª Divisão de Infantaria do Exército Vermelho com poloneses e outros que falavam [[polonês]], ou seja, já posteriormente à invasão da URSS pela Alemanha em 22 de junho.
 
== O acordo sobre a formação do exército polonês na URSS ==
Em [[14 de agosto]] foi celebrado um acordo militar, que pretendia criar em um curto espaço de tempo na União Soviética um corpo do Exército polonês, que seria uma parte das forças armadas da República soberana da [[Polônia]], que lutaria contra a Alemanha [[nazista]] e após a guerra retornaria para a Polônia.
 
Em [[06 de agosto]] o General Wladyslaw Anders foi nomeado comandante do segundo corpo do exército polonês.
 
== Formação do Exercito de Anders ==
 
Em [[16 de agosto]] de 1941 ocorreu uma reunião com o General [[Alexey Pavlovich Panfilow]] na qual foi decidida a formação do Exercito polones na URSS por meio do recrutamento obrigatório e voluntário, que contaria com duas divisões de infantaria com entre 7.000 e 8.000 homens cada, tal formação deveria ser apressada para garantir sua entrada na zona de guerra o mais rapidamente possível.
 
O cronograma dependia do recebimento de armas, munições, uniformes e outros suprimentos que os generais poloneses esperavam obter da Inglaterra e dos Estados Unidos, por meio do governo soviético.
 
Em [[19 de agosto]] ocorreu a segunda reunião da comissão conjunta soviético-polaca na qual ficou decidido que além das duas divisões de infantaria, haveria um regimento de reserva.
 
Em [[01 de outubro]] decidiu-se que cada divisão teria 10 mil homens, e 5 mil no regimento de reserva.
 
{{Portal3|Segunda Guerra Mundial}}