Espigueiro: diferenças entre revisões

577 bytes removidos ,  6 de junho de 2010
Desfeita a edição 20557516 de 2.80.243.7 (discussão | contribs)
(Desfeita a edição 20557516 de 2.80.243.7 (discussão | contribs))
==Fontes==
Dias, Jorge; Oliveira, Ernesto Veiga de; Galhano, Fernando. ''Espigueiros Portugueses: Sistemas Primitivos de Secagem e Armazenagem de Produtos Agrícolas''. Lisboa, Publicações D. Quixote, 1994. ISBN 972-20-1138-3.
O espigueiro, também chamado canastro ou caniço, é uma estrutura normalmente de pedra e madeira, existindo no entanto alguns inteiramente de pedra, com a função de secar o milho grosso através das fissuras laterais, e ao mesmo tempo impedir a destruição do mesmo por roedores através da elevação deste. Como o milho requer que seja colhido no Outono, este precisa de estar o mais arejado possível para secar numa estação tão adversa como o Inverno.
 
No território de Portugal Continental, encontram-se principalmente a Norte, em particular na região do Minho.
 
=={{Ver também}}==
18 242

edições