Diferenças entre edições de "John Henry Newman"

2 bytes adicionados ,  00h47min de 11 de junho de 2010
m
Recategorizando + Ajustes utilizando AWB
m (Recategorizando + Ajustes utilizando AWB)
[[Ficheiro:John Henry Newman by Sir John Everett Millais, 1st Bt.jpg|thumb|150px|'''John Henry Newman'''.]]
[[Ficheiro:J-h-newman.jpg|thumb|150px|John Henry Newman em [[1824]].]]
'''John Henry Newman''' ([[Londres]], [[21 de fevereiro]] de [[1801]] — [[Edgbaston]], [[11 de agosto]] de [[1890]]) foi um sacerdote anglicano [[Inglaterra|inglês]] convertido ao [[catolicismo]], posteriormente nomeado [[cardeal]] pelo [[papa Leão XIII]] em 1879.
 
Estudou no [[Trinity College (Oxford)|Trinity College]] de [[Oxford]] (1816) e no Oriel College (1822) e foi ordenado [[sacerdote]] da [[Igreja Anglicana]] e um dos líderes do "[[Movimento de Oxford]]". Naquela época, ele considerava o [[anglicanismo]] de seu tempo excessivamente [[protestante]] e laicizado e considerava o [[catolicismo]] corrompido em relação às origens do [[cristianismo]]. Buscou uma "via media" entre os dois, e, pesquisando sobre os primórdios da [[Igreja Católica]], terminou por converter-se.
 
Depois de sua conversão ao catolicismo (1845), ele foi ordenado sacerdote da [[Igreja Católica]] em Roma (1847), abriu e dirigiu em [[Birmingham]] um [[Congregação do Oratório|oratório de São Filipe Néri]] e foi ainda reitor da [[Universidade Católica da Irlanda]] (1854).
 
== Pensamento e Apostolado ==
O seu pensamento é representativo da "filosofia da ação e da filosofia da vida", é considerado como integrante da corrente filosófica denominada [[Neoespiritualismo]] e [[Vitalismo]] que tem raízes no espiritualismo francês do século XIX, que surgiu para combater o [[positivismo]] e o [[racionalismo]].
 
"''O [[apostolado]] no campo da [[inteligência]] exercido por Newman foi intenso. As suas obras completas atingem a 37 tomos, versando sobre os mais variados assuntos — [[teologia]], [[filosofia]], [[literatura]], [[história]], [[espiritualidade]] — e os arquivos do [[Congregação do Oratório|Oratório]] conservam as 70.000 cartas que escreveu. As obras que publicou sobre a [[Universidade de Dublin]], tornaram-se clássicas para a literatura [[católica]]. Os seus Sermões espelham todos eles sólida piedade e grande amor pelas [[alma]]s''" .<ref name="Newman1">[http://br.geocities.com/worth_2001/newman.html "''JOHN HENRY NEWMAN''"], da ''Doutrina Católica''</ref>.
O seu pensamento é representativo da "filosofia da ação e da filosofia da vida", é considerado como integrante da corrente filosófica denominada [[Neoespiritualismo]] e [[Vitalismo]] que tem raízes no espiritualismo francês do século XIX, que surgiu para combater o [[positivismo]] e o [[racionalismo]].
 
"''Uma contribuição muito relevante de seu pensamento foi a chamada [[Doutrina católica#Magist.C3.A9rio da Igreja e desenvolvimento da Doutrina|doutrina do desenvolvimento do dogma]]''" <ref>[http://br.geocities.com/worth_2001/classic_blue.html "''OBRAS RECOMENDADAS''"], da ''Doutrina Católica''</ref> (que é uma doutrina muito diferente do [[Modernismo (teologia)|pensamento modernista]]).
"''O [[apostolado]] no campo da [[inteligência]] exercido por Newman foi intenso. As suas obras completas atingem a 37 tomos, versando sobre os mais variados assuntos — [[teologia]], [[filosofia]], [[literatura]], [[história]], [[espiritualidade]] — e os arquivos do [[Congregação do Oratório|Oratório]] conservam as 70.000 cartas que escreveu. As obras que publicou sobre a [[Universidade de Dublin]], tornaram-se clássicas para a literatura [[católica]]. Os seus Sermões espelham todos eles sólida piedade e grande amor pelas [[alma]]s''" <ref name="Newman1">[http://br.geocities.com/worth_2001/newman.html "''JOHN HENRY NEWMAN''"], da ''Doutrina Católica''</ref>.
 
"''Uma contribuição muito relevante de seu pensamento foi a chamada [[Doutrina católica#Magist.C3.A9rio da Igreja e desenvolvimento da Doutrina|doutrina do desenvolvimento do dogma]]''" <ref>[http://br.geocities.com/worth_2001/classic_blue.html "''OBRAS RECOMENDADAS''"], da ''Doutrina Católica''</ref> (que é uma doutrina muito diferente do [[Modernismo (teologia)|pensamento modernista]]).
 
=== Sobre a infalibilidade papal ===
O cardeal Newman defendeu que “''a [[Infalibilidade papal|infalibilidade da Igreja]] é como uma medida adotada pela misericórdia do [[Deus|Criador]] para preservar a [[Igreja Católica|[verdadeira] religião]] no mundo e para refrear aquela [[liberdade]] de pensamento que, evidentemente, em si mesma, é um dos nossos maiores dons naturais, mas que urge salvar dos seus próprios excessos suicidas.''” <ref>CARDEAL NEWMAN, ''Apologia pro vita sua''. Editorial Verbo. 1974, pág. 276</ref>
 
O cardeal Newman defendeu que “''a [[Infalibilidade papal|infalibilidade da Igreja]] é como uma medida adotada pela misericórdia do [[Deus|Criador]] para preservar a [[Igreja Católica|[verdadeira] religião]] no mundo e para refrear aquela [[liberdade]] de pensamento que, evidentemente, em si mesma, é um dos nossos maiores dons naturais, mas que urge salvar dos seus próprios excessos suicidas.''” <ref>CARDEAL NEWMAN, ''Apologia pro vita sua''. Editorial Verbo. 1974, pág. 276</ref>
 
== Homenagem e Louvor ==
"''A sabedoria e a [[ortodoxia doutrinária|ortodoxia]] de Newman foram louvados por [[Leão XIII]], [[Pio X]] e [[Pio XII]]''". No séc. XX, já depois da morte do Cardeal Newman, o [[Papa Pio XII]] chegou mesmo a afirmar que Newman é a "''Glória da Inglaterra e de toda a Igreja''" .<ref name="Newman1">[http://br.geocities.com/worth_2001/newman.html "''JOHN HENRY NEWMAN''"], da ''Doutrina Católica''</ref>.
 
"''A sabedoria e a [[ortodoxia doutrinária|ortodoxia]] de Newman foram louvados por [[Leão XIII]], [[Pio X]] e [[Pio XII]]''". No séc. XX, já depois da morte do Cardeal Newman, o [[Papa Pio XII]] chegou mesmo a afirmar que Newman é a "''Glória da Inglaterra e de toda a Igreja''" <ref name="Newman1">[http://br.geocities.com/worth_2001/newman.html "''JOHN HENRY NEWMAN''"], da ''Doutrina Católica''</ref>.
 
Por ocasião da comemoração do centenário da sua morte, assim se referiu a Newman o então Cardeal [[Joseph Ratzinger]] (Papa Bento XVI), Prefeito da Congregação para Doutrina da Fé, em 28 de abril de 1990:
:"''De Newman aprendemos a compreender a [[Primazia papal|primazia do Papa]]: a liberdade de [[consciência]] assim ensinava Newman com a Carta ao Duque de Norfolk não se identifica de modo algum com o direito de 'dispensar-se da consciência, de ignorar o Legislador e o Juiz, e de ser independentes de deveres invisíveis'. Deste modo a consciência, no seu significado autêntico, é o verdadeiro fundamento da autoridade do [[Papa]]. De facto, a sua força vem da [[Revelação divina|Revelação]], que completa a consciência natural iluminada de maneira apenas incompleta, e 'a sua [[razão]] de ser é o facto de ser o campeão da [[Doutrina católica#Lei moral|lei moral]] e da consciência'.''"
 
E ainda:
 
:''"Newman expôs na ideia do desenvolvimento a própria experiência pessoal de uma [[conversão]] jamais concluída, e assim ofereceu-nos a interpretação não só do caminho da [[Doutrina católica|doutrina cristã]], mas também da vida cristã. O sinal característico do grande [[doutor da Igreja]] parece-me que seja aquele que ele não ensina só com o seu pensamento e com os seus discursos, mas também com a sua vida, porque nele pensamento e vida compenetram-se e determinam-se reciprocamente. Se isto é verdade, então Newman pertence deveras aos grandes doutores da Igreja, porque ele toca ao mesmo tempo o nosso coração e ilumina o nosso pensamento."''
 
{{ref-sectionReferências}}
 
== {{Ligações externas}} ==
 
== {{Ligações externas}} ==
{{Wikiquote|John Henry Newman}}
* [http://ic.net/~erasmus/RAZ22.HTM - escritos sobre Newman]
 
{{esboço-bispo}}
{{Portal3|Educação}}
 
{{DEFAULTSORT:Newman, John Henry}}
[[Categoria:Convertidos ao catolicismo romano]]
[[Categoria:Veneráveis]]
[[Categoria:Apologética Católicacatólica]]
 
[[ca:John Henry Newman]]
5 065

edições