Diferenças entre edições de "Tito Andrônico"

126 bytes removidos ,  17h18min de 12 de julho de 2010
sem resumo de edição
'''Titus Andronicus''' é uma [[tragédia]] de autoria de [[William Shakespeare]], considerada a mais sangrenta de todas, e que se acredita ter sido escrita entre [[1584]] e início dos [[Década de 1590|anos 1590]].
Na trama, Tito Andrônico, um poderoso general da Roma Antiga, volta triunfante da guerra contra os godos. No entanto, sua recusa em se tornar imperador e as sucessivas mortes em decorrência da disputa pelo trono desencadeiam uma onda de vingança sem fim. As cenas por vezes chocantes de decapitações e mutilações, além de um estupro e de uma cena de canibalismo involuntário, fazem desta uma das mais violentas peças shakespearianas. Essa crueldade exacerbada tem causado forte reação nas platéias ao redor do mundo, como ocorreu em uma das montagens mais famosas do texto - feita por Peter Brook em 1955 -, na qual uma ambulância ficava fora do teatro para socorrer os espectadores que passavam mal.
 
PERSONAGENS
SATURNINO, filho mais velho do último imperador de Roma, posteriormente proclamado imperador.
BASSIANO, irmão de Saturnino
TITO ANDRÔNICO, general romano.
MARCO ANDRÔNICO, tribuno do povo e irmão de Tito.
LÚCIO, filho de Tito Andrônico
QUINTO, filho de Tito Andrônico
MÁRCIO, filho de Tito Andrônico
MÚCIO, filho de Tito Andrônico
O MENINO LÚCIO, filho de Lúcio.
PÚBLIO, filho de Marco Andrônico
SEMPRÔNIO, parente de Tito
CAIO, parente de Tito
VALENTINO, parente de Tito
EMILIO, nobre romano.
ALARBO, filho de Tamora
DEMÉTRIO, filho de Tamora
QUIRÃO, filho de Tamora
AARÃO, mouro amante de Tamora
Um capitão, tribunos, mensageiros, um bobo; romanos.
Godos e romanos.
TAMORA, rainha dos godos.
LAVÍNIA, filha de Tito Andrônico.
Uma ama, e a criança negra.
Senadores, tribunos, oficiais, soldados e criados.
 
 
{{shakespeare}}
Utilizador anónimo