Diferenças entre edições de "Esporte Clube XV de Novembro (Caraguatatuba)"

sem resumo de edição
m (DadosClubeFutebol -> Info/Clube de futebol utilizando AWB)
}}
 
O '''Esporte Clube XV de Novembro''' de [[Caraguatatuba]] é um clube [[brasil]]eiro de [[futebol]]. Atualmente, está licenciado do [[Campeonato Paulista de Futebol|Campeonato Paulista]]. Foi fundado em [[18 de fevereiro]] de [[1934]], seu apelido é Leão do Litoral e suas cores são o verde e branco.
 
== História ==
O clube foi fundado na década de 1930 como mais uma agremiação do futebol amador da cidade de Caraguatatuba. No final da década de 80, a diretoria quinzista decidiu profissionalizar o time de futebol. Disputou os campeonatos paulistas de acesso até 1992. No ano seguinte, uma crise financeira impediu o clube de disputar mais uma vez o Estadual. Já em [[1994]], o clube retomou os trabalhos para disputar o Campeonato Paulista da Série B-2 e conquistou o acesso, com uma vitória em casa, na última rodada, sobre o Igarapava, por 4 a 0. Em [[1995]], novo sucesso na Série B1-B, com a conquista de uma vaga para a Série B1-A, ao vencer o Palmeiras, de [[São João da Boa Vista]], por 1 a 0.
 
PorémEm [[1996]], a vaga inédita para a Série A-3 quase foi obtida, mas um gol sofrido nos minutos finais do Garça Futebol Clube levou o time a obter um empate e perder a chance do acesso. Contudo, a grande oportunidade surgiu no ano seguinte. O XV de Caraguatatuba realizou uma grande campanha e chegou ao quadrangular final. Conquistou o vice-título e a condição de ascender a terceira divisão bandeirante. Todavia, o clube encontrou dificuldades em ampliar a capacidade de seu estádio para 10 mil lugares e a [[Federação Paulista de Futebol]] vetou a participação na Série A-3. Desta forma, o XV voltou a disputar a Série B1-A, e até [[2005]] intercalou campanhas medianas e ruins nas divisões menores.
O clube foi fundado na década de 30 como mais uma agremiação do futebol amador da cidade de Caraguatatuba. No final da década de 80, a diretoria quinzista decidiu profissionalizar o time de futebol.
 
Em [[2006]], a diretoria do XV pediu licença a Federação Paulista devido às dificuldades financeiras para manter um time profissional, fato que persiste até os dias atuais. Entretanto, o clube vem ampliando as melhorias na parte social, entre elas, a construção de uma quadra poliesportiva. O departamento de esporte amador, com as categorias de base, também está ativo.
Disputou os campeonatos paulistas de acesso até 1992. No ano seguinte, uma crise financeira impediu o clube de disputar mais uma vez o Estadual.
 
Já em [[1994]], o clube retomou os trabalhos para disputar o Campeonato Paulista da Série B-2 e conquistou o acesso, com uma vitória em casa, na última rodada, sobre o Igarapava, por 4 a 0. Em [[1995]], novo sucesso na Série B1-B, com a conquista de uma vaga para a Série B1-A, ao vencer o Palmeiras, de [[São João da Boa Vista]], por 1 a 0.
 
Em [[1996]], a vaga inédita para a Série A-3 quase foi obtida, mas um gol sofrido nos minutos finais do Garça levou o time a obter um empate e perder a chance do acesso.
 
Mas a grande oportunidade surgiu no ano seguinte. O XV de Caraguatatuba realizou uma grande campanha e chegou ao quadrangular final. Conquistou o vice-título e a condição de ascender a terceira divisão bandeirante.
 
Porém, o clube encontrou dificuldades em ampliar a capacidade de seu estádio para 10 mil lugares e a [[Federação Paulista de Futebol]] vetou a participação na Série A-3. Desta forma, o XV voltou a disputar a Série B1-A, e até [[2005]] intercalou campanhas medianas e ruins nas divisões menores.
 
Em [[2006]], a diretoria do XV pediu licença a Federação Paulista devido às dificuldades financeiras para manter um time profissional, fato que persiste até os dias atuais.
Porém, a diretoria vem trabalhando em prol do clube, basta ver a quadra poliesportiva que, finalmente ,está em condições de uso; e o esporte amador - com as categorias de base - também está ativo.
 
== Presidentes ==
Utilizador anónimo