Diferenças entre edições de "Ecoturismo"

88 bytes adicionados ,  20h21min de 8 de agosto de 2010
m
Recategorização + Ajustes (2.2.0) utilizando AWB
m (Recategorização + Ajustes (2.2.0) utilizando AWB)
[[Ficheiro:Tapanti.jpg|thumb|250px|Parque Nacional Tapantí em Costa Rica.]]{{Portal-Ambiente}}{{Portal-Ecologia}}
 
O '''ecoturismo''' é uma forma de [[turismo]] voltada para a apreciação de [[ecossistema]]s em seu estado natural, com sua vida selvagem e sua população nativa intactos.
 
O ecoturismo é percebido pelos seus adeptos ou tende a ser promovido como:
* uma forma de praticar turismo em pequena escala;
* uma prática mais ativa e intensa do que outras formas de turismo;
* uma modalidade de turismo na qual a oferta de uma [[infraestrutura]] de apoio sofisticada é um dado menos relevante;
* uma prática de pessoas esclarecidas e [[educação|bem-educadas]], conscientes de questões relacionadas à [[ecologia]] e ao [[desenvolvimento sustentável]], em busca do aprofundamento de conhecimentos e vivências sobre os temas de [[meio-ambiente]];
* uma prática menos espoliativa e agressiva da [[cultura]] e meio-ambiente locais do que formas tradicionais de turismo.
 
De acordo com David Weaver, registrou-se o termo pela primeira vez no início dos anos 80.
 
O Ecoclub.com define-o como um estado ideal de um turismo que:
* minimiza seu próprio [[impacto ambiental]];
* patrocina as conservação ambiental;
* patrocina projetos que promovam igualdade e redução da pobreza em comunidades locais;
* aumente o conhecimento cultural e ambiental e o entendimento intercultural;
* e que seja financeiramente viável e aberto a todos.
 
Já a ''The International Ecotourism Society (TIES)''<ref>[http://www.ecotourism.org/webmodules/webarticlesnet/templates/eco_template.aspx?articleid=95&zoneid=2 Definição apresentada no site oficial da International Ecotourism Society (inglês){{en}} 24-12-2007.]</ref> define ecoturismo como ''a viagem responsável para áreas naturais que conservam o ambiente e melhorem o bem-estar da população local. Isto significa que quem opera e participa de atividades ecoturisticas deve seguir os seguintes sete princípios:<ref>Honey, Martha. ''Ecotourism and Sustainable Development: Who Owns Paradise?''. Island Press, Washington, D.C., 1999. ISBN 1-55963-582-7, pp. 22-23 (inglês){{en}}</ref>
* minimizar impactos
* desenvolver consciência e respeito ambiental e cultural;
A atividade, como presentemente configurada em muitas partes do mundo, é confundida com o turismo de aventura e, de fato, há quem inclua esta última, assim como outras nomenclaturas dadas ao turismo (por exemplo: [[turismo rural]], turismo responsável, turismo ecológico, turismo alternativo, turismo verde, turismo cultural) como partes ou derivações de uma generalização chamada ecoturismo.
 
== O ecoturismo no Brasil ==
[[Ficheiro:Chapada diamantina.jpg|thumb|200px|Chapada Diamantina na Bahia.]]
 
O '''ecoturismo''', segundo o documento ''Diretrizes para uma Política Nacional de Ecoturismo'', publicado pelo ''Ministério da Ciência e Tecnologia'' e pelo ''Ministério do Meio Ambiente'' em parceria com a [[EMBRATUR]] e o [[IBAMA]], é ''um segmento da atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o [[patrimônio natural]] e [[patrimônio cultural|cultural]], incentiva sua conservação e busca a formação de uma consciência ambientalista através da interpretação do ambiente, promovendo o bem-estar das populações.''
 
Vários autores{{careceCarece de fontes|data=agosto de 2010}} colocam como condições para a existência de ecoturismo ''a) respeito às comunidades locais; b) envolvimento econômico efetivo das comunidades locais; c) respeito às condições naturais – conservação do meio ambiente; d) interação educacional - a garantia que o turista incorpore para sua vida o que aprende em sua visita, gerando consciência para a preservação da natureza e do patrimônio histórico/cultural/étnico. Se não houver estas condições não é ecoturismo!'' Há porém, controvérsias, existindo pelo mundo, ao menos algumas dezenas de tentativas de conceituação do termo e da atividade e seus autores, estudiosos, empresários, prestadores de serviços, diletantes e apreciadores de viagens em geral estão longe de alcançar um consenso. Entre os que têm discutido cientificamente a questão no Brasil, pode-se citar Ariane Janér, Dóris Ruschmann, Paulo dos Santos Pires, Paul Joseph Dale, Sérgio Salazar Salvati, Marcos Martins Borges, Marta de Azevedo Irving, Rita Mendonça, Roberto M.F. Mourão, Alexandre de Gusmão Pedrini, Karen Garcia e Laura Rudzewicz, Zysman Neiman.
 
A publicação de material científico sobre o tema no país ainda é tímida em relação ao quanto o ecoturismo se tornou popular através dos veículos da imprensa e no cotidiano dos que apreciam a natureza. Sobretudo ao comparar-se a difusão de estudos sob a forma de livros em relação ao volume de material meramente jornalístico e de divulgação comercial sobre o assunto. Algo que pode contribuir para uma distância e o que se pretende e alega como ecoturismo e o que de fato se pratica e difunde. Possivelmente, uma das causas para o conflito entre as concepções de ecoturismo pelo senso comum e por viés mais criterioso. Em 2008 foi criada a Revista Brasileira de Ecoturismo, que visa suprir essa lacuna e tornar-se referência científica no país. Ela tem periodicidade quadrimestral e é editada pela Sociedade Brasileira de Ecoturismo, a mais importante entidade científica da área no Brasil.
 
== Atividades consideradas ecoturismo ==
 
Esta é uma lista de atividades ''por vezes'' consideradas dentro do ecoturismo, lembrando que devem seguir os pressupostos enunciados acima, caso contrário não podem se enquadrar nesta definição. Têm em comum o fato de serem praticadas em meio ao ambiente natural; no entanto, algumas têm suficiente [[impacto ambiental]] para não serem consideradas boas práticas pelos ecologistas, p. ex. o canyoning em trechos de rio usados para nidificação de [[Ave de rapina|aves de rapina]].
 
=== Tirolesa ===
A chamada ''tirolesa'' é a prática da travessia de [[montanha]]s, [[vale]]s ou [[canyon]]s, por meio de cordas, utilizando uma roldana e equipamentos apropriados. Essa modalidade de esporte radical é muito difundida no mundo inteiro, principalmente na [[Nova Zelândia]]. Seu nome, origina-se da região do Tirol, onde foi desenvolvida.
 
=== Cavalgada ===
Percorrer a [[cavalo]] percursos em meio à natureza. É uma atividade especialmente indicada para terrenos muito acidentados ou em terrenos onde o tráfego de veículos não seja possível ou permitido, especialmente se necessário transportar equipamentos para outras atividades.
 
=== Passeios a pé em veredas e "levadas" ===
A [[ilha da Madeira]], a meio ao [[oceano Atlântico]], é um local muito procurado para passeios a pé ao longo de [[vereda]]s e também em [[levada]]s.
 
=== ''Snorkeling'' e flutuação ===
A flutuação é um passeio em que o turista flutua, equipado com roupas de neoprene, colete salva-vidas, máscara e ''snorkel'', em um trecho de rio, geralmente com pouca velocidade de correnteza, e observando a fauna e flora aquática. Como é um passeio de ecoturismo, existem regras a serem seguidas, visando a conservação do ambiente aquático. Na região de Bonito e Jardim, no estado de Mato Grosso do Sul, existem passeios de flutuação em rios de água cristalina, com alta biodiversidade, belíssimos.
 
=== Boia-cross ===
 
O Boia-cross, é a prática de descer corredeiras classe II (leves) em grandes boias redondas. A atividade inclui brincadeiras no rio e é acompanhada por canoístas profissionais que garantem a segurança dos participantes.
 
=== Observação de aves ===
A observação de aves é o passeio de ecoturismo que tem como objetivo a observação das aves em seu habitat natural, sem interferir no seu comportamento ou no seu ambiente.
 
Tal roteiro constitui uma forma legítima de exploração ecoturística das áreas naturais, visto ser uma prática de baixo impacto. O público que procura este tipo de atividade é um público específico que possui alto grau de consciência ambiental, estando atento e adotando seriamente as práticas de mínimo impacto em ambientes naturais. Lugares que possuem vocação natural para a exploração dessa atividade são áreas naturais em bom estado de conservação, com boa infraestrutura receptiva e que já possuam catalogadas as espécies de aves que ocorrem na área. Em geral, os roteiro de observação de aves são desenvolvidos primordialmente em trilhas e horários distintos dos utilizados no programa turístico normal, e são acompanhados de guia especializado.
 
No Sudeste do Brasil, próximo ao Rio de Janeiro, na reserva florestal de Macaé de Cima, podem ser vistas espécies de pássaros quase extintas no resto do Brasil, pois esta reserva representa 70% de mata verde existente no sudeste, atrás em importância apenas da floresta amazônica.
 
Outro local de grande interesse para a prática desta atividade é em Petrópolis-RJ. A [http://www.pousadaparaiso.com.br/ Pousada Paraíso] destaca-se nesta atividade e oferece guias especializados. Sua lista já conta com mais de 190 espécies distintas de aves, com destaque para a Choca da Taquara (Biatas nigropectus) e o Azulão (Cyanocompsa brissinii). Confira a lista completa em [http://www.pousadaparaiso.com.br/birdwatching.htm Lista de aves].
 
Duas vezes por ano, na Pousada Paraíso, é realizado o Workshop de fotografia e observação de aves com o fotógrafo João Quental.
 
=== Cicloturismo ===
Cicloturismo é uma modalidade turística onde o principal meio de transporte é a bicicleta e o Cicloturista, turista que pratica Cicloturismo, passa pelo menos um pernoite fora de seu local de convívio habitual, além de ser uma atividade não competitiva.
 
=== Observação de fauna e flora ===
observação de animais e plantas
 
=== Espeleologia ===
=== Estudos do meio ambiente ===
Estudar a área em que está percorrendo, sobre as pedras, as vegetações, as águas, etc...etc…
 
Juntamente com o guia e o organizador ecológico descobrem a área para uma pesquisa ecológica, que será guardada numa reserva para que logo que fizerem as últimas pesquisas verem a evolução da descoberta da área percorrida.
 
=== Trekking ===
Trekking é a atividade de trilhas ou caminhadas, de mais de um dia de duração, por áreas naturais com relevante beleza cênica.
 
A incursões nestes sítios com duração inferior a 24h, dá-se o nome de hikking.
 
=== Paragliding ===
O parapente (paraglider em inglês) é um aeroplano (aeronave mais pesada do que o ar), em cuja asa (inflável e semelhante a um para-quedas, que não apresenta estrutura rígida) são suspensos por linhas o piloto e possíveis passageiros.
 
=== Asa-delta ===
=== Balonismo ===
Voo de balão pela área.
 
=== Canyoning ===
Descidade penhascos e/ou cachoeiras, com auxílio de equipamento especial (rappel)
 
=== Rafting ===
O rafting é uma atividade praticada em botes com capacidade de 5 a 7 pessoas no máximo, sempre conduzido por um guia profissional e canoístas para garantir a total segurança dos praticantes.Em alguns lugares do Sudeste do Brasil, como os vilarejos de Lumiar e São Pedro, se pratica este esporte, pela abundancia de rios, cachoeiras, aliado ao clima fresco já que as vilas se situam nas montanhas, e à beleza da floresta da reserva de Macaé de Cima, próximo a Nova Friburgo e e a apenas duas horas da cidade do Rio de Janeiro.
 
O rafting é uma atividade praticada em botes com capacidade de 5 a 7 pessoas no máximo, sempre conduzido por um guia profissional e canoístas para garantir a total segurança dos praticantes.Em alguns lugares do Sudeste do Brasil, como os vilarejos de Lumiar e São Pedro, se pratica este esporte, pela abundancia de rios, cachoeiras, aliado ao clima fresco já que as vilas se situam nas montanhas, e à beleza da floresta da reserva de Macaé de Cima, próximo a Nova Friburgo e e a apenas duas horas da cidade do Rio de Janeiro.
 
===Turismo geológico===
 
=== Turismo geológico ===
Turismo geológico é o turismo que tem por fim visitar locais de elevado valor geológico, como [[Vulcão|vulcões]] e [[geoparque]]s.
 
== Os Dez Mandamentos do ecoturista ==
# Amarás a Natureza sobre todas as coisas.
# Honrarás e preservarás o bom humor;
# Estarás sempre pronto a colaborar;
# Serás capaz de te adaptares aos imprevistos;
# Utilizarás os serviços dos guias credenciados;
# Não reclamarás;
# Não invocarás o nome do guia em vão, para perguntar se falta muito para chegar;
# Não considerarás chuvas, atoleiros ou pontes quebradas como imprevistos;
# Não poluirás o meio-ambiente.
# Preserve e Respeite a biodiversidade, não polua as nascentes,os leitos e margens, não destrua as matas ciliares, não degrade o meio ambiente, e compartilhe a sustentabilidade.
 
== Cinco Mandamentos do Ecoturismo ==
# Da natureza nada se tira a não ser fotos.
 
#Da natureza nadaNada se tiradeixa a não ser fotospegadas.
# Nada se deixaleva a não ser pegadasrecordações.
# Andar em silêncio e em grupos pequenos.
#Nada se leva a não ser recordações.
# Respeitar uma distância dos animais, evitando gerar stress.
#Andar em silêncio e em grupos pequenos.
#Respeitar uma distância dos animais, evitando gerar stress.
 
{{Referências}}
 
== {{Ver também}} ==
* [[Turismo de aventura|Turismo de Aventura]]
 
=={{Ligações externas}}==
 
== {{Ligações externas}} ==
* [http://www.ecobrasil.org.br Instituto EcoBrasil - Ecoturismo e Turismo Sustentável]
*[http://www.fflorestal.sp.gov.br/ecoturismo/apresentacao.htm Fundação Florestal - SP]
* [http://www.ambientefflorestal.sp.gov.br/ecoturecoturismo/ecoturapresentacao.htm Secretaria do MeioFundação AmbienteFlorestal - SP]
* [http://www.abetaambiente.comsp.gov.br/ecotur/ecotur.htm Associação Brasileira deSecretaria Ecoturismodo eMeio TurismoAmbiente de- AventuraSP]
* [http://www.abeta.com.br/ Associação Brasileira de Ecoturismo e Turismo de Aventura]
 
{{Portal3|Ambiente|Ecologia}}
 
[[Categoria:Desenvolvimento sustentável]]
[[Categoria:Ecologia]]
[[Categoria:Ecoturismo]]
[[Categoria:ModelosSegmentações dedo turismo]]
 
[[af:Ekotoerisme]]
5 065

edições