Massacre de Xangai de 1927: diferenças entre revisões

sem resumo de edição
m (-cat redundantes)
Em [[chinês]], o incidente é chamado de "a purificação do Partido" (清党) pelo Kuomintang (KMT), enquanto o [[Partido Comunista da China]] (PCC) se refere a ele como o "Massacre de Xangai de 1927", "golpe anti-revolucionário de 12 de abril" (四一二反革命政变) ou "Tragédia de 12 de abril" (四一二惨案). Muitos membros comunistas proeminentes do Kuomintang foram presos ou executados por Chiang em uma tentativa de destruir a influência do PCC. Ao longo de várias semanas após o incidente de 12 de abril, em Xangai, prisões e execuções de comunistas proeminentes, distribuídos por áreas da [[China]] aliaram-se com Chiang, incluindo o co-fundador do Partido Comunista Chinês, [[Li Dazhao]], em [[Pequim]]. Depois de derrotar as insurreições comunistas nas cidades, o Kuomintang tornou-se unificado sob a liderança de Chiang, e passou a derrotar as facções dos senhores da guerra e se tornar dominante na China. Os comunistas se retiraram para coletividades rurais, construindo uma força no meio rural para a próxima fase da [[guerra civil chinesa]].
 
{{Guerra Civil Chinesa}}
[[Categoria:Anticomunismo]]
[[Categoria:Guerra Civil Chinesa]]
48 280

edições