Abrir menu principal

Alterações

4 bytes removidos ,  00h26min de 12 de outubro de 2010
sem resumo de edição
| filo = [[Chordata]]
| classe = [[Aves]]
| ordem = [[CiconiiformesProcellariiformes]]
| ordem_autoridade = <s>[[Procellariiformes]]</s>
| família = [[ProcellariidaeHydrobatidae]]
| família_autoridade = <s>[[Hydrobatidae]]</s>
| género = ''[[Oceanodroma]]''
| espécie = ''''' O. macrodactyla '''''
| binomial_autoridade = Bryant, [[1885]]
}}
O '''painho-de-guadalupe''' ou '''petrel-de-guadalupe''' (''Oceanodroma macrodactyla'') é uma [[aves|ave]] [[ciconiformeprocellariforme]] provavelmente [[extinção|extinta]], endémica da [[ilha de Guadalupe]] (ao largo da [[Baja California|Baixa Califórnia]]). A espécie foi descrita pela primeira vez em [[1885]] e extinguiuterá-se extinguido por volta de [[1911]].
 
O painho-de-guadalupe era uma ave de médio porte, de plumagem cinzenta escura, patas e bico negro. Era uma ave marinha migratória que surgia todos os anos na ilha de Guadalupe para nidificar entre Março e Maio. Os ninhos eram construídos nos penhascos da ilha, acima dos 760 metros de altitude. Os seus hábitos de vida são desconhecidos e não se sabe, por exemplo, onde vivia fora da época de reprodução.
O seu desaparecimento foi provocado por interferência humana, embora indirectamente, uma vez que esta ave nunca foi alvo de caça nem perseguição, através da introdução de [[gato]]s e [[rato]]s alóctones na ilha. Estes animais espalharam-se pela reduzida extensão de Guadalupe e, na época de reprodução dos petréis, alimentavam-se dos seus ovos e juvenis. As colónias da ilha depressa se tornaram inviáveis e, como o painho-de-guadalupe não nidificava noutro local, extinguiu-se.
 
Em Junho do ano de 2000 foram reencontradas espécimes da ave{{carece de fontes}}.
 
== {{Ver também}} ==