Abrir menu principal

Alterações

790 bytes removidos ,  21h34min de 13 de novembro de 2010
(Parcial) - Desfeita a edição 22566842 de 189.68.190.106 (discussão | contribs)
;Desclassificação:
1
 
* Ayrton Senna foi determinado, Gerhard Berger decidido e Nigel Mansell arrojado, mas quem ganhou a corrida foi Alain Prost, um paciente e inteligente espectador da luta dos três ponteiros no grid e na corrida.
Mansell foi o primeiro a comandar a corrida por 25 voltas, depois Berger liderou seis e Ayrton Senna, após a troca de pneus, permaneceu na frente por onze voltas, abrindo nove segundos do segundo colocado, que era Alain Prost. Tinha a corrida sob controle quando pegou uma poça de óleo na pista e rodou. Voltou, mas foi ultrapassado por Prost e Tierry Boutsen (Williams-Renault), fechando em terceiro.
Na entrevista, quando perguntaram a Ayrton Senna, visivelmente decepcionado, se tinha sido uma vitória da paciência, ele ironizou: "Não, acho que foi do Alain Prost".
 
 
53 300

edições