Diferenças entre edições de "Bernardo Vieira de Melo"

123 bytes adicionados ,  16h03min de 18 de janeiro de 2011
sem resumo de edição
'''Bernardo Vieira de Melo''', nascidofoi naum freguesiasertanista dee Muribeca,administrador hoje [[Jaboatão dos Guararapes]] em 1658, foi um sertanistacolonial [[brasilluso-brasileiro]]eiro.
 
FilhoNascido na freguesia de [[Muribeca]], hoje município de [[Jaboatão dos Guararapes]] ([[Pernambuco]]) em [[1658]], era filho do capitão Bernardo Vieira de Melo e de Maria Camelo de Melo, e neto de Antônio de Vieira MelloMelo que desembarcou em Pernambuco, vindo de Portugal, em 1654, pouco depois da invasão holandesa.
 
Bernardo Vieira foi militar desde [[1675]] e recebeu patente de capitão-mor de [[Iguaçu]] em [[17 de novembro]] de [[1691]].
 
Nessa época, auxiliou o Capitãocapitão [[Fernão Carrilho]] na guerra do [[Quilombo dos Palmares]], combatendo gueguês e jacurus. Combateu ainda os índios [[Janduí]]s no sertão do [[Rio Grande do Norte]] e os escravos negros de Palmares na serra da Barriga, socorrendo o sargento-mor da tropa alagoana [[Sebastião Dias Manelli]], e agindo de acordo com [[Domingos Jorge Velho]], provocou enorme matança de mais de quatrocentos prisioneiros.
 
Em [[8 de janeiro]] de [[1695]] nomeado capitão-mor do Rio Grande do Norte, em [[25 de setembro]] de [[1709]] sargento-mor do Terço dos Palmares; tomou parte ativa na [[Guerra dos Mascates]]. Em 10 de Novembro de 1710 deu o 1º Grito de República do Brasil, sendo preso em [[Recife]] em [[1712]] e embarcado para [[Lisboa]] com seu filho, André. Foi morto na cadeia do [[Limoeiro]] em 1718.
 
Era casado com Catarina Leitão, filha do capitão Gonçalo Leitão Arnoso.
Ele participou da guerra dos mascates,sendo chefe dos olindenses
:D
 
Dá nome à principal avenida do bairro de [[Piedade (Jaboatão dos Guararapes)|Piedade]], em Jaboatão dos Guararapes.
 
{{Começa caixa}}