Diferenças entre edições de "Placodermo"

1 byte removido ,  02h13min de 6 de fevereiro de 2011
sem resumo de edição
Os placodermos constituem um grupo extinto e altamente diversificado de gnatostomados cujas relações filogenéticas com outros vertebrados mandibulados é incerta.
 
Recentes descobertas fósseis no noroeste da Austrália, revelaram estruturas relacionadas com a fecundação interna (clásperes), que tinham por função, introduzir os espermatozóides nas fêmeas. Essas evidências remontam a origem da cópula, que antes se pensava ter surgido nos [[Chondrichthyes]] há 350 milhões de anos, para 375 milhões de anos <ref>LONG, J.A. Ato Ancestral. Scientific American Brasil. Nº 105, p. 29-33, 2011. </ref>. Essa e outras descobertas<ref>BRAZEAU, M. D. The braincase and jaws of a Devonian 'acanthodian' and modern gnathostome origins. Nature. Nº 457, p. 305-308, 2009</ref> sugerem que os placodermos poderiam ser ancestrais dos condrictes e também dos acantódios. Estes últimos podem ter sido ancestrais da linhagem dos peixes ósseos ([[Osteichthyes]]).
 
 
34

edições