Diferenças entre edições de "Gerolama Orsini"

29 bytes adicionados ,  11h32min de 11 de fevereiro de 2011
sem resumo de edição
 
[[Imagem:Gerolama Orsiniorsini.jpg|right|200px|thumb|Gerolama Orsini, primeira duquesa consorte de Castro e primeira duquesa consorte de Parma.]]
'''Gerolama Orsini''' (1504 – 1570) por vezes também chamada '''Girolama Orsini''' (em [[lingua portuguesa|português]] Jerónima Orsini) era uma nobre italiana membro da influente [[família Orsini]] que casou com o primeiro [[Ducado de Castro|duque de Castro]] e primeiro [[Ducado de Parma e Piacenza|duque de Parma e Piacenza]], [[Pedro Luís Farnésio]].
 
O seu marido era o filho ilegítimo do Papa [[Paulo III]] e de Silvia Ruffino. O casal teve cinco filhos três dos quais também tiveram descendência. Apesar de um casamento de conveniência, Gerolama manteve-se uma esposa devota e fiel, tolerando os excessos, brutalidade e extravagâncias do marido.
 
Quando o Cardeal Alexandre Farnésio, seu sogro, se tornou o Papa [[Paulo III]] em 1534, Pedro Luís Farnésio foi nomeado capitão general da Igreja e, em 1537, Duque de Castro. Finalmente, em 1545, foi feito [[Ducado de Parma e Piacenza|Duque de Parma e Piacenza]].
 
Pedro Luís acabou assassinado em 1547 e Gerolama sobreviveu-lhe 43 anos, morrendo no [[Palácio Farnésio]] de [[Piacenza]], em 1590. Foi sepultada na cripta dos Farnésio no Santuário de Santa Maria della Steccata, em [[Parma]].