Diferenças entre edições de "Massacre de Sabra e Chatila"

197 bytes adicionados ,  04h46min de 7 de abril de 2011
sem resumo de edição
(→‎Condenação das Nações Unidas: corrigindo número de votos; tratava-se da secção D e não da B. Países como a Espanha e a Finlândia votaram a favor...)
== Repercussão ==
O Massacre foi um dos eventos que desencadearam a concessão definitiva dos territórios palestinos, até então ocupados por Israel.
 
 
=== No Brasil ===
A revista ''[[Veja]]'' tinha, então, como seu correspondente no Líbano o repórter [[Alessandro Porro]], [[Judaísmo|judeu]]{{carece de fontes}}, que procurou desmentir a alegação de que o exército de Israel não percebera a ocorrência do massacre era uma falácia, chegando mesmo a contar quantos passos havia entre os campos e o quartel israelense, no que foi considerado um furo jornalístico.<ref>[http://www.observatoriodaimprensa.com.br/artigos/mem211020031.htm ''Balada para um repórter''], [[Ali Kamel]]: (página acessada em 10 de março de 2008)</ref>
 
== Mídia Relacionada ==
 
Em 2008 foi lançado um filme de animação surpreendente e realista sobre o episódio (ver artigo principal [[Valsa com Bashir]])<ref>http://waltzwithbashir.com/</ref>
 
{{ref-section}}
354

edições