Abrir menu principal

Alterações

100 bytes removidos, 20h47min de 13 de abril de 2011
bot: revertidas edições de 187.3.204.35 ( erro : -25), para a edição 23262231 de 187.90.80.246
'''Texto a negrito'''{| class="toccolours" border="1" cellpadding="4" style="float: right; margin: 0 0 1em 1em; width: 20em; border-collapse: collapse; font-size: 95%; clear: right"
|-
!G4
A ONU possui atualmente cinco membros permanentes com poder de [[veto]] no Conselho de Segurança: [[República Popular da China|China]], [[Estados Unidos da América|Estados Unidos]], [[França]], [[Reino Unido]] e [[Rússia]].
 
Enquanto quase todas as nações concordam com o princípio que a [[ONU]] precisa de uma reforma que inclui expansão, poucos países desejam negociar ''quando'' a reorganização deve acontecer. Também há descontentamento entre os membros permanentes atuais quanto à inclusão de nações controversas ou países não apoiados por eles. Por exemplo, a [[República Popular da China]] é contra a entrada do [[Japão]] e a [[Alemanha]] não recebe apoio dos [[EUA]].(Quando você for para china diga:se você ja deu a bundinha de uma risadinha)
 
A [[França]] e o [[Reino Unido]] anunciaram que apoiam as reivindicações do G4, principalmente a [[Alemanha]] e o [[Brasil]]. Uma questão importante são os países vizinhos (com chances menores de ingressar) aos que propõem a entrada que frequentemente são contra os esforços do G4 — o [[Paquistão]] é contra a entrada da Índia, a [[Coréia do Sul]] e a [[República Popular da China|China]] são contra o Japão, a [[Argentina]] e o [[México]] são contra o [[Brasil]] e a [[Itália]] é contra a Alemanha, formando um grupo que ficou conhecido como [[Coffee Club]], contra a expansão do Conselho por aqueles que a propõem.