Abrir menu principal

Alterações

357 bytes adicionados ,  21h55min de 2 de julho de 2006
sem resumo de edição
'''Diogo de Arruda''' foi um mestre [[arquitectura|arquitecto]] [[Portugal|português]], irmão de [[Francisco de Arruda]].
A mais antiga obra em que se documenta a intervenção de Diogo de Arruda é o baluarte do [[Paço da Ribeira]] e do Castelo Novo de [[Évora]].
 
A mais antiga obra em que se documenta a intervenção de Diogo de Arruda é o baluarte do [[Paço da Ribeira]] e do Castelo Novo de [[Évora]]. É uma das grandes figuras associadas à edificação do [[Convento de Cristo]], obra de que foi nomeado mestre em [[1510]]. Exerceu o cargo até [[1513]]. A sua obra constitui um dos mais acabados exemplares do [[estilo manuelino]], pela decoração cheia de referências à natureza, com referências à heráldica e uso sistemático de volumes cilíndricos.
Em [[1510]]1513 passa por [[Azamor]] onde desempenha funções de engenheiro militar.
 
==Intervenções==
Utilizador anónimo