Diferenças entre edições de "Floema"

21 bytes adicionados ,  21h07min de 10 de maio de 2011
bot: revertidas edições de 85.240.9.16 ( modificação suspeita : -10), para a edição 24463323 de Dinamik-bot
(bot: revertidas edições de 85.240.9.16 ( modificação suspeita : -10), para a edição 24463323 de Dinamik-bot)
Em [[botânica]], o '''floema''' é o [[tecido (histologia)|tecido]] das [[plantas vasculares]] encarregado de levar a [[seiva]] elaborada pelo [[caule]] até à [[raiz]] e aos [[órgão (anatomia)|órgão]]s de reserva.
 
A seiva elaborada, que é uma solução aquosa de xixisubstâncias orgânicas, é transportada através do autocarrofloema desde os órgãos da planta com capacidade [[fotossíntese|fotossintética]] até aos outros órgãos que
e funcionam como consumidores dessas substâncias, nomeadamente, os meristemas, as células do interior do caule, da raiz, das [[flor]]es, dos [[fruto]]s e dos órgãos de reserva - que podem estar dispersos dentro do caule e da raiz, mas que podem estar especializados, como os [[tubérculo]]s e [[rizoma]]s.
 
Ocorre em quase todas as partes da planta: caule, raiz, folha, partes florais etc.
 
O floema normalmente vem mais internamenteexternamente do que o [[xilema]]. Mas acontece que, em raízes de crescimento primário (em altura), o floema e o xilema se alternam - isto acontece devido à organizaçãodesorganização dos órgãos das plantas. Já em raízes de crescimento primáriosecundário (espessura), o floema fica mais internamenteexternamente e o xilema mais externamenteinternamente. Acontece o inverso em alguns casos de famílias de [[dicotiledônea]]s, o xilema para fora e floema mais para dentro, chamado de ''floema incluso'', devido ao crescimento em excesso de algum órgão em espessura.
 
== Células do floema ==