Diferenças entre edições de "Centro Universitário Euroamericano"

Sem alteração do tamanho ,  01h28min de 16 de maio de 2011
</ref>
 
Em [[13 de janeiro]] de [[2011]] foi noticiado que o UNIEURO vai perder sua autonomia administrativa em função de consecutivos resultados insatisfatórios nas avaliações do Ministério da Educação (MEC), o que significa que a instituição não pode mais expandir vagas ou abrir novos cursos sem autorização do MEC. De acordo com o ministro da Educação, [[Fernando Haddad]], a medida cautelar passa a valer imediatamente. A medida terá validade até que a instituição apresente resultado satisfatório – superior ou igual a 3 – nas próximas edições do [[Índice Geral de Cursos]] (IGC). O indicador avalia uma faculdade, um centro universitário ou uma universidade a partir da qualidade de seus cursos de graduação e pós-graduação, em uma escala de 1 a 5. Os resultados 1 e 2 são considerados insatisfatórios; 3, razoável; e 4 e 5, bons. O UNIEURO recebeu por três anos seguidos um conceito inferior a 35 no IGC.<ref>{{citar web
|url = http://agenciabrasil.ebc.com.br/web/ebc-agencia-brasil/ultimasnoticias?p_p_id=56&p_p_lifecycle=0&p_p_state=maximized&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-1&p_p_col_count=1&_56_groupId=19523&_56_articleId=3163818
|titulo = Quinze universidades perdem autonomia por resultado ruim em avaliações do MEC
Utilizador anónimo