Lei de Stefan–Boltzmann: diferenças entre revisões

1 byte adicionado ,  14h46min de 31 de maio de 2011
sem resumo de edição
(Resolvendo ligação interna "proporcionalidade")
 
== Temperatura do Sol ==
Com esta lei Stefan também determinou a temperatura da superfície [[sol]]ar. Conheceu, a partir dos dados de [[Charles Soret]] ([[1854]]–[[1904]]) que a densidade do fluxo energético solar é 29 vezes maior que a densidade do fluxo energético de uma placa de metal aquecida à temperatura equivalente. Uma placa redonda foi situada a uma distancia do aparelho de medida tal que podia ser vista com mesmo ângulo que o sol. Soret estimou que a temperatura na placa fosse entre 1900&nbsp;°C e 2000&nbsp;°C. Stefan supôs que 1/3 do fluxo da energia solar é absorvido pela [[atmosfera]] terrestre, com o que conseguiu um valor total para o fluxo energético do Sol os 3/2 do observado; por tanto, 3*29/2 = 43,5 vezes. Medidas mais precisas da absorção atmosférica foram feitas em [[1888]] e [[1904]]. A temperatura Stefan obtida foi um valor médio entre os anteriores, 1950&nbsp;°C, e por tanto a temperatura termodinâmica absoluta muito próxima a 2200 K. Como 2.57<sup>4</sup> = 43.5, segue-se que a temperatura solar é 2.57 vezes maior que a da placa, conseguindo Stefan um valor de 5430&nbsp;°C ou 5700 K (o valor aceite na atualidade é 5780 K). Este foi o primeiro valor acordado para a temperatura do Sol. Anteriormente foram supostos de 1800&nbsp;°C até 13,000,000&nbsp;°C. O primeiro valor de 1800&nbsp;°C fora determinado por [[Claude Servais Mathias Pouillet]] ([[1790]]-[[1868]]) no [[1838]] usando a [[lei de Dulong-Petit]]. Pouilett aproximou também a metade do valor do fluxo energético solar. Pode que este resultado lembrara a Stefan que a lei de DulongDoulong-Petit podia não ser exata a altas temperaturas: Se pegarmos a luz solar com uma [[lente]], podemos aquecer um sólido a uma temperatura muito maior que 1800&nbsp;°C.
 
A Lei de Stefan-Boltzmann é um exemplo de [[lei potencial]]..
Utilizador anónimo