Abrir menu principal

Alterações

1 byte removido ,  15h21min de 12 de julho de 2011
== História ==
 
a praça era somente um campo de areia com um poço no centro no ano de 1839, alguns cajueiros e rodeada de casebres, os sobrados do comendador Machado e o do pacheco construidos respectivamente em 1825 e 1831 se destacavam, que depois foi sede da Municipalidade. O prédio do Ensino Mútuo encontrava-se onde hoje fica a [[Caixa Econômica Federal]]encontrava-se o prédio do ensino mutuo. existia também na praça o ''"beco do cotovelo"'',povoado por casas em diagonal e que foi derrubado pelo boticário Ferreira [[Antônio Rodrigues Ferreira]] que, em [[1842]] foi eleito presidente da [[Câmara Municipal de Fortaleza|Câmara Municipal]] e como tal aumentou as ruas de Fortaleza, dando-lhes um traçado antes defeituoso. Acabou com o "beco do cotovelo" criando a praça que em [[1871]] veio a ser chamada praça do Ferreira, mas de lá para cá a praça teve os seguintes titulos: pedro II, feira-nova, e da Municipalidade.
 
a praça foi urbanizada pela primeira vez no dia 7 de setembro no ano de 1902 pelo intendente [[guilherme rocha]], construiu um jardim em cujo centro ficava a Avenida que passou a chamar-se ''Jardim 7 de setembro'', cercada por colunas de concreto e grades de ferro, ocupando espaço em frente ao que hoje é o [[cine São Luiz]]. Foi construido também cinco artísticos quiosques onde 4 cafés eram abrigados e um era posto de fiscalização da Companhia de Luz. abrigava também os ilustres frades de pedra, fabricados com [[pedra de lioz]] importados de Portugal, com argolas, feitas para amarrar os animais. Havia também, no centro do jardim, uma caixa d’água e um catavento, onde a água era usada para aguar os jardins. um dos cafés foi palco do movimento literário “[[Padaria Espiritual]]” no ano de 1892.
Utilizador anónimo