Abrir menu principal

Alterações

55 bytes adicionados ,  01h23min de 21 de julho de 2011
sem resumo de edição
 
O rei [[D. João I de Portugal|D. João I]] fez-lhe doação de vários bens que tinham sido de seu irmão D. [[Afonso Pires da Charneca (filho)|Afonso Pires]], que pode ter vindo anteriormente de seu [[Afonso Pires da Charneca|pai]], entre eles precisamente a [[Charneca (Lisboa)|Charneca de Lisboa]], do qual tomou o nome e que fazia parte o senhorio dos [[Lagares d´El-Rei]].
Assim como recebeu o [[padroado]] da lisboeta [[Igreja da São Cristóvão (Lisboa)]], na freguesia de [[São Cristóvão e São Lourenço]], onde fundou uma capela que depois foi conhecida por "sacristia velha", destinando-a para seu jazigo e de seus descendentes, agregando-lhe o vínculo da [[Patameira]] que também instituiu<ref>*"A Casa dos Mirandas na Rua das Flores", de Marquês de Rio Maior, separata da Revista Municipal, Lisboa, 1950.</ref>.
 
{{Referencias}}