Diferenças entre edições de "R. Kelly"

681 bytes removidos ,  20h02min de 23 de julho de 2011
sem resumo de edição
|instrumento = <!-- Instrumento tocado pelo artista -->
|modelos = <!-- Modelos favoritos do instrumento -->
|gênero = [[R&B]], [[Música Pop|popPop]], [[soulSoul]]
|gravadora = Jive
|afiliações = [[Michael Jackson]], [[Sean Combs]], [[Snoop Dogg]], [[Aaliyah]], [[Celine Dion]], [[The Notorious B.I.G.]], [[Young Jeezy]], [[Rick Ross]], [[The-Dream]], [[Robin Thicke]], [[Tyrese]], [[T-Pain]] ,[[Usher]]
|website = http://www.r-kelly.com
}}
 
'''Robert Sylvester Kelly''' ([[Chicago]], [[Illinois]], 8 de [[janeiro]] de [[1967]]) é um [[cantor]], [[compositor]] e [[produtor musical]] estadunidense conhecido internacionalmente pela designação artística '''R. Kelly'''.
 
==Bio==
Conquistou sucesso como líder vocal do grupo "Public Announcement" em [[1992]]. No final dos [[Anos 90]] lançou o álbum de maior vendas da carreira, "R." ([[1998]]), que contém canções como "I'm Your Angel", com a participação de [[Celine Dion]], "If I Could Turn Back The Hands Of Time" e "I Believe I Can Fly".
Tornou-se um dos artistas melhores artistas no estilo [[R&B]] entre a década de 90 e início dos anos 2000, seu [[alter-ego]] permite considerar-se "The King of R&B". R. Kelly é conhecido por sua sonoridade gospel e letras altamente sexuais.
 
Nascido em South Side, Robert Kelly, começou a cantar no coral gospel aos oito anos de idade. Iniciou sua formação musical na '''Academia Kenwood'''<ref>http://wn.com/Kenwood_Academy</ref>, em Chicago, onde teve o incentivo de sua mentora Sr.ª Lena McLin. Em [[1989]] Kelly formou o grupo '''MGM''' (Musically Gifted Men), com o propósito de participar de shows de calouros da época. '''Public Announcement''' foi seu segundo grupo já em [[1992]]. O álbum de estréia do quarteto chegou às lojas no mesmo ano, intitulado "Born Into the '90s", que incluía grandes hits como "She's Got that Vibe" e "Slow Dance".
== Biografia ==
R. Kelly nasceu no subúrbio americano de Southside Projects, em [[Chicago]], filho caçula entre as quatro crianças de Joanne Kelly, em [[1967]]. A mãe cultivou o interesse do filho por [[esporte]]s e [[música]] desde o [[ensino fundamental]] para afastá-lo de qualquer possível envolvimento com as [[gangue]]s de [[tráfico de drogas]] da região. O jovem dedicou a infância à participação em shows de talento e campeonatos de [[basquetebol]]. A grande chance surgiu em [[1990]] quando cantou em um [[churrasco]] de amigos. Entre os convidados estava Wayne Williams, um representante da gravadora [[Jive Records]]. Ele gostou da apresentação e convidou Kelly para ingressar em carreira profissional.
 
Excelente produtor musical, compositor, cantor e multi-intrumentista, sua música que pode ser descrita como espiritualmente inspiradora e extremamente sexual. Ganhou reconhecimento quando produziu e escreveu canções para o álbum de estréia da jovem cantora [[Aaliyah]] (1979-2001) “Age Ain't Nothin but a Number"(1994), alcançando o quinto lugar nas paradas. Após rumores de um suposto casamento entre eles, todos os laços entre Aaliyah e Kelly, que já tinha 21 anos completos, foram cortados<ref>http://www.newburycomics.com/rel/v2_viewupc.php?storenr=103&upc=01241415332</ref>.
O cantor foi apresentado a outros três jovens que fariam parte de um novo grupo, chamado "Public Announcement". O álbum de estréia do quarteto chegou às lojas em [[1992]] sobre o título "Born Into the '90s" e espalhou grandes sucessos nos [[Estados Unidos]], como "She's Got that Vibe" e "Slow Dance".
 
Passou a produzir hits, vários álbuns e canções para trilhas sonoras<ref>http://www.imdb.com/name/nm0005084/bio</ref>, como "I Believe I Can Fly" do filme [[Space Jam: O jogo do século]] (1996), "World's Greatest” (1996) para os Jogos Olímpicos de Verão em Atlanta (Geórgia), “You Are Not Alone”(1995) para [[Michael Jackson]], “Gotham City” do filme [[Batman & Robin]] (1997) e o dueto com a diva pop canadense [[Céline Dion]].
O destaque de R. Kelly entre os demais integrantes do grupo fez com que ele fosse lançado em carreira solo um ano depois, com o álbum "12 Play", que incluiu o primeiro número um da carreira dele, "Bump n' Grind". Em [[1995]], o [[casamento]] [[ilegal]] dele com a também cantora [[Aaliyah]] (1979 - 2001) gerou polêmica no país. A jovem, com apenas 15 anos de idade, teria apresentado documentos falsos para conseguir oficializar o matrimônio com Kelly, que já tinha 18 anos completos. O [[casamento]] foi anulado assim que o escândalo foi publicado na revista Vibe no início daquele ano.
No auge do processo criativo, R. Kelly trabalhou com [[Janet Jackson]] (- "Any Time, Any Place"), [[Jennifer Lopez]] (- "Baby I Love U"), [[Toni Braxton]] (- "I Don't Want To"), [[Britney Spears]] (- "Outrageous") , [[Ja Rule]] e [[Ashanti]] ( - "Wonderful"), B2K (- "Bump, Bump, Bump") e Joe (- "More and More"), Kirk Franlkin ( Lean“Lean On MeMe”, entre )outros.
 
Em [[2005]], Kelly lançou o álbum "TP.3", que incluía os cinco primeiros capítulos de uma “canção-novela” chamada '''“ Trapped in the Closet:1-12”'''<ref>http://www.ifc.com/blogs/ifc-now/2011/02/trapped-in-the-closet-with-r-k.php</ref> (2005) . Um ousado experimento, uma homenagem involuntária e fortemente influenciado por The Umbrellas of Cherbourg (1964), pode ser uma das experiências mais inusitadas na música pop da década, após a prova inegável de seu [[talento (aptidão)| talento]].
R. Kelly começou a ganhar credibilidade como [[produtor musical|produtor]] depois de escrever e compor a canção "You Are Not Alone" para [[Michael Jackson]] em [[1995]]. No mesmo ano, o cantor lançou o segundo álbum solo, que levava o próprio nome, R. Kelly. O disco conquistou sucesso ainda maior que o anterior, colocando em primeiro lugar três músicas: "You Remind Me of Something", "Down Low" e "I Can't Sleep Baby".
 
==Polêmicas==
O maior sucesso da carreira veio com o terceiro lançamento, R. ([[1998]]), um ambicioso álbum duplo composto por 28 canções escritas e produzidas por ele. O disco vendeu oito milhões de cópias somente nos [[Estados Unidos]] e contém canções como "I'm Your Angel", com a participação de [[Celine Dion]], "If I Could Turn Back The Hands Of Time" e "I Believe I Can Fly", selecionada para fazer parte da trilha-sonora do filme [[Space Jam|Space Jam: O Jogo do Século]], estrelado por [[Michael Jordan]] e pelo personagem dos quadrinhos [[Pernalonga]] (voz de Billy West), da [[Looney Tunes]].
 
No auge de seu sucesso, Kelly decidiu fazer uma inovadora parceria com outro líder da indústria da música, o rapper [[Jay-Z]]. Em [[2001]], após colaborações nas faixas "Not Guilty" de Jay-Z e "Fiesta" de R. Kelly, decidiram fazer um álbum juntos. Sucesso garantido, '''"The Best of Both Worlds"''' foi o álbum mais esperado para 2002. Logo antes de seu lançamento, um suposto vídeo de Kelly com uma menina de 14 anos surgiu na [[Internet]]<ref>http://musica.terra.com.br/interna/0,,OI2900210-EI1267,00.html</ref>.
Kelly ganhou o primeiro [[Grammy]] da carreira por "I Believe I Can Fly" ("Canção [[R&B]] do Ano") em [[1998]]. Na mesma cerimônia ele ganhou ainda os prêmios de "Desempenho Vocal [[R&B]]" e "Trilha-Sonora".
 
Indícios nesta fita, alegavam que R. Kelly estava envolvido sexualmente com uma menor de idade. Canais de televisão, estações de rádio e fãs em todo o [[EUA]], se recusaram ouvir, comprar ou apoiar a música de R. Kelly. "Best of Both Worlds" foi um fracasso comercial em relação à sua expectativa. Jay-Z recusou-se comentar sobre o vídeo, achou que seria melhor para Kelly dar um tempo na carreira para resolver seus problemas pessoais.
No auge do processo criativo, R. Kelly trabalhou com [[Janet Jackson]] ("Any Time, Any Place"), [[Jennifer Lopez]] ("Baby I Love U"), [[Toni Braxton]] ("I Don't Want To"), [[Britney Spears]] ("Outrageous"), [[Ja Rule]] e [[Ashanti]] ("Wonderful"), B2K ("Bump, Bump, Bump") e Joe ("More and More"), Kirk Franlkin ( Lean On Me ).
 
Em 5 de junho de 2002, surgiram rumores de que ele seria indiciado por 21 acusações de pornografia infantil. Depois de um desacordo entre seus advogados e a Polícia de Chicago, e um mandado de busca, R. Kelly foi preso na [[Flórida]], e extraditado para Chicago. Antes do julgamento R. Kelly se mostrou seguro, mesmo podendo enfrentar até 15 anos de prisão, além de pagamentos milionários por danos morais.
Em [[2000]], R. Kelly ainda lançou um quarto álbum de sucesso, TP-2.Com, que tinha como proposta resgatar as letras [[sexo|sexuais]] e quase [[pornográfico|pornográficas]] do primeiro lançamento do cantor, 12 Play ([[1993]]). A canção "Fiesta", com participação do [[rapper]] [[Jay-Z]], figura como a canção mais conhecida do disco.
 
R. Kelly foi '''absolvido''' de todas as acusações<ref>http://www.mzonline.po.gs/modules/news/print.php?storyid=532</ref>.
== 1992-Presente ==
Desde janeiro de 1985, R. Kelly já emplacou 35 hits no top 10 nas paradas de R&B e Hip-Hop (número imbatível até hoje). Ao todo, foram 84 singles nas paradas da [[Billboard]], dos quais 11 conseguiram uma vaga no topo. "Bump n' grind" ficou 12 semanas na parte mais alta do ranking e "Down low (nobody has to know)" completou sete semanas.
 
== 1992-Presente ==
O americano R. Kelly foi eleito o melhor artista de R&B dos últimos 25 anos em lista divulgada pelo site da revista americana Billboard.
<ref>http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/11/r-kelly-bate-michael-jackson-e-lidera-lista-dos-melhores-do-rb.html</ref>
 
R. Kelly compôs a inspiradora canção '''"Sign of a Victory"''', sendo tema para a abertura da [[Copa do Mundo FIFA 2010]], em 11 de julho do mesmo ano.
== Pedofilia e indiciamentos ==
Em [[2002]] a carreira de R. Kelly sofreu um grande abalo quando o jornal [[Estados Unidos|americano]] Chicago Sun Times divulgou fotos capturadas de um vídeo que mostraria o cantor mantendo [[sexo|relações sexuais]] com uma menina de 14 anos de idade. O material foi enviado por um [[anônimo]] à [[redação]] do [[jornal]] em [[fevereiro]] daquele ano junto com uma [[carta]] que garantia a identidade do homem na gravação como sendo R. Kelly. A menina, ainda segundo o denunciante, era filha de um dos assessores do cantor.
 
Em uma entrevista à revista americana XXL, R. Kelly afirmou que Jay-Z não foi à escolha original para colaborar no álbum “Best of Both Worlds” (2002), e sim o falecido rapper [[Tupac Shakur]]<ref>http://hiphopwired.com/2010/10/31/r-kelly-says-best-of-both-worlds-album-was-originally-for-2pac-not-jay-z-30097/</ref> (1971-1996), que Robert Kelly demonstrou admiração quando dedicou-lhe o single “I Wish” ([[2000]]).
Cópias do vídeo eram facilmente encontradas na [[Internet]]. A família da jovem negou qualquer envolvimento dela com R. Kelly e não abriu processo judicial contra o astro. Ainda assim, a [[Ministério Público|promotoria]] de [[Chicago]] indiciou o cantor por 21 crimes relacionados a [[pedofilia]], como [[Abuso sexual de menores|abuso sexual de crianças]] e posse de [[pornografia infantil]].
 
O americano R. Kelly foi eleito o melhor artista de R&B dos últimos 25 anos em lista divulgada pelo site da revista americana [[Billboard]].<ref>http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2010/11/r-kelly-bate-michael-jackson-e-lidera-lista-dos-melhores-do-rb.html</ref>
Depois do escândalo, o cantor ainda conquistou algum sucesso com o álbum Chocolate Factory, em [[2003]], puxado pelas canções "Ignition" e "Step In the Name Of Love". Mas com a conduta colocada em dúvida, as vendas foram tímidas e recuaram ainda mais nos lançamentos seguintes: Happy People / U Saved Me ([[2004]]) e TP3: Reloaded ([[2005]]), que vendeu pouco mais de um milhão de unidades.
 
[[Love Letter (álbum de R. Kelly)|Love Letter]] seu último álbum teve lançamento mundial em 14 de dezembro [[2010]]. O álbum contém 14 canções, e uma homenagem ao “Rei do Pop” Michael Jackson, onde R. Kelly regrava o single “You Are Not Alone” (1995) escrita e produzida por ele. Love Letter tem sido aclamado pelos críticos musicais e elogiado por seus fãs.
Em 2008 R.kelly foi absolvido de todas as acusações.
 
'''“When A Woman Loves”''' (2010) foi nomeado na categoria '''Best Traditional R&B Vocal Performance''' (Melhor canção de R&B Tradicional) , no 53º [[Grammy Awards]]. Atualmente em turnê na America do Norte, apresentou-se de forma épica no Soul Train Music Awards (2010). ''
 
== Discografia ==
 
=== Álbuns Oficiais ===
* ''[[12 Play]]'' (1993)
* ''[[R. Kelly (álbum)|R. Kelly]]'' (1995)
* ''[[R. (álbum)|R.]]'' (1998)
* ''[[TP-2.com]]'' (2000)
* ''Chocolate Factory'' (2003)
* ''Happy People/U Saved Me'' (2004)
* ''TP.3 Reloaded'' (2005)
* ''[[Double Up]]'' (2007)
* ''Untitled'' (2009)
* ''[[Love Letter (álbum de R. Kelly)|Love Letter]]'' (2010)<ref>http://www.r-kelly.com/news/r-kellys-love-letter-stores-december-14th</ref>
 
===Álbuns Colaborativos===
* ''Born into the 90's'' (1992) <small>(with [[Public Announcement]])</small>
* ''The Best of Both Worlds'' (2002) <small>(with [[Jay-Z]])</small>
* ''Unfinished Business'' (2004) <small>(with [[Jay-Z]])</small>
 
===Compilações===
* ''The R. in R&B Collection, Vol. 1'' (2003)
* ''Remix City, Volume 1'' (2005)
* ''Playlist: The Very Best of R. Kelly'' (2010)
* ''Epic'' (2010)
 
===Mixtapes===
* Loveland (2002)
* ''12 Play: 4th Quarter'' (2008)
* ''The Demo Tape (Gangsta Grillz)'' (2009)
 
== Canções número um#1 ==
 
== Canções número um ==
Um total de 15 [[canção|canções]] de R. Kelly chegaram a número 1 entre as mais tocadas (Pop & R&B) nos Estados Unidos ([[Billboard]]) e Inglaterra ([[Music Week]]) de 1992 a 2008.
 
# "I'm a Flirt" ([[2007]], double up)
# "Hairbrader" ([[2008]])
 
{{referências}}
{{R. Kelly}}
 
{{Portal3|Estados Unidos|Arte|Música|R&B}}
39

edições