Diferenças entre edições de "Estação Vanda"

650 bytes adicionados ,  22h20min de 1 de agosto de 2011
sem resumo de edição
Em 1995, preocupações com o [[meio ambiente]] resultaram no seu fechamento. Várias atividades foram associadas com a ocupação da base, inclusive escavações, a construção de edifícios, perturbações causadas por movimentos de veículos, o armazenamento de artigos de consumo, disposição, desperdício e derramamentos acidentais, conduziram ao esforço para remover a estação. Desde a remoção, análises da água do lago e das algas foi executada durante vários anos para assegurar que o lago não foi contaminado por água cinzenta e outros desperdícios.
 
A Estação Vanda é o local onde foi registrado a mais alta temperatura já registrada na Antártida, que foi de 15,0ºC (59,0ºF), em [[5 de janeiro]] de [[1974]].
 
Agora, há uma rua com o nome da base em [[Queenstown]], na [[Nova Zelândia]]; a rua é chamada Vanda Place e é localizada há pouco mais de cem metros de Scott Place.
 
Atualmente, uma estação meteorológica automática está no local anterior da Estação Vanda, na orla do Lago Vanda. É um abrigo que é periodicamente (apenas no verão) ocupado por 2 a 8 pesquisadores da Nova Zelândia.<ref>http://huey.colorado.edu/LTER/datasets/streams/fieldman2.html</ref>
{{sem interwiki}}
 
==Referências==
{{reflist}}
*''Estação Vanda: História de uma Estação Antártica'' por David L. Harrowfield (Christchurch 1999 & 2006, New Zealand Antarctic Society Inc, 52 pp.) ISBN 0-473-06467-7
 
{{Estações de pesquisa da Antártica}}
3 626

edições