Abrir menu principal

Alterações

816 bytes adicionados ,  10h19min de 4 de agosto de 2011
fundindo conteúdo proveniente de Desintegração radioativa
 
As partículas alfa apresentam grande poder de ionização devido a sua carga. No entanto, seu poder de penetração é inferior ao da [[partícula beta]], dos [[Raio-X|raios-X]] e dos [[raio gama|raios gama]].
 
Na altura em que foi descoberta a emissão do [[Rádio (elemento químico)|rádio 226]] (1898), por [[Marie Curie]] e [[Pierre Curie]], chamou-se ao fenómeno [[Radioatividade|radioactividade]] <math>\alpha</math> ou emissão <math>\alpha</math>.
 
Às [[Partícula subatômica|partículas]] emitidas deu-se o nome de [[Partícula subatômica|partículas]] <math>\alpha</math> apenas por ser a primeira letra do [[alfabeto grego]].
 
Posteriormente, verificou-se que essas [[Partícula subatômica|partículas]] eram um [[Núcleo atômico|núcleo]] de [[hélio]], formado por 2 [[Próton|protóns]] e 2 [[nêutron]]s. As [[Partícula subatômica|partículas]] <math>\alpha</math> emitidas apresentam [[energia]]s bem definidas e podem ser utilizadas para caracterizar o [[Núcleo atômico|núcleo]] de onde provêm.
 
== {{Bibliografia}} ==