Détente: diferenças entre revisões

9 169 bytes removidos ,  12h22min de 12 de agosto de 2011
rv WikitanvirBot -trad. automática de um fonte desconhecida (VDA)
(rv WikitanvirBot -trad. automática de um fonte desconhecida (VDA))
'''''Détente''' -'' é uma [[palavra]] [[Língua francesa|francesa]] que significa '''distensão''' ou '''relaxamento'''. O [[termo]] tem sido usado em [[política internacional]] desde a [[década de 1970]]. De uma maneira geral, o termo pode ser empregado para se referir a qualquer situação internacional em que nações que entretinham anteriormente um relacionamento hostil sem no entanto estarem em um [[estado de guerra]] declarada passam a restabelecer [[relações diplomáticas]] e culturais, apaziguando seu relacionamento e diminuindo o risco de conflito declarado.
 
O termo é mais frequentementefreqüentemente utilizado em referência à redução geral de tensão entre a [[União Soviética]] e os [[Estados Unidos da América]] durante a [[Guerra Fria]], ocorrido no final da [[década de 1960]] (após a [[Crise dos mísseis de Cuba]]) até o início dos [[década de 1980|anos 1980]]. A ''détente'' avançou paulatinamente até os Encontros de Cúpula de [[Encontro de Cúpula de Reykjavík|Reykjavík]], em [[1986]], e de [[Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário|Washington]] (''Intermediate-Range Nuclear Forces Treaty''), em ([[1987]]), quando [[Ronald Reagan]] e [[Gorbatchev]] assinaram o fim da Guerra Fria. Há, todavia, quem defenda que a Guerra Fria continuou ''de facto'' até o [[Colapso econômico da União Soviética|colapso]] e conseqüente [[dissolução da União Soviética]]URSS em [[1991]].
 
As [[potência]]s da [[NATO]] e o [[Pacto de Varsóvia]] tinham fortes razões para buscar o relaxamento das tensões. [[Leonid Brezhnev]] eo resto da liderança soviética sentiu que o peso econômico da [[corrida armamentista]] nuclear era insustentável. A [[economia americana]] também estava em dificuldades financeiras como a [[guerra do Vietnã]] drenado finanças públicas, ao mesmo tempo como [[Lyndon Johnson]] (e em menor grau, [[Richard Nixon]]) procurou expandir o [[estado de bem-estar]].
 
Na [[Alemanha Ocidental]], a [[Ostpolitik]] de [[Willy Brandt]] foi diminuindo as tensões; os soviéticos esperavam mais [[comércio]] com a [[Europa Ocidental]] seria possível [esclarecimentos necessários]..
Agravamento das relações com a [[República Popular da China]], levando à cisão sino-soviética, causou grande preocupação na União Soviética. A liderança temia o potencial de uma aliança sino-americana contra eles e acreditavam que era necessário para melhorar as relações com os Estados Unidos. Melhoria das relações com a China já havia descongelado a opinião geral americano do comunismo.
[[Paridade]] aproximada tinha sido alcançada em estocando armas nucleares com uma capacidade clara de [[destruição mútua assegurada]] (MAD). Havia também a percepção de que o "parente ganhos" teoria quanto às conseqüências previsíveis de uma guerra pode não ser mais apropriado. O objetivo era um "meio termo sensível".
Brejnev e Nixon cada relações esperava melhor seria aumentar a sua popularidade doméstica e assegurar seu poder.
Vários movimentos anti-nuclear apoiado détente. A crise dos mísseis de Cuba mostrou o quão perigoso as relações entre a URSS e os EUA estavam se tornando. [[John F. Kennedy]] e [[Nikita Khrushchev]] queriam reduzir o risco de uma [[guerra nuclear]], como eles estavam cientes de que os arsenais nucleares de cada lado concedido destruição mutuamente assegurada.
[Editar] cimeiras e tratados
 
Premiê soviético [[Alexei Kosygin]] (em frente) ao lado de presidente dos EUA, Lyndon B. Johnson (para trás) durante a Conferência de Cúpula Glassboro
A manifestação mais evidente de détente foi a série de [[cimeira]]s realizadas entre os líderes das duas [[superpotência]]s e os tratados que resultaram dessas reuniões. No início da [[década de 1960]], antes de détente, o Tratado de Proibição Parcial de Testes tinha sido assinado em [[1963]]. No final da década, o [[Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares]] e [[Tratado do Espaço Exterior]] foram dois dos primeiros alicerces da détente. No entanto, estes tratados cedo fez pouco para conter as habilidades do super-poderes ", e serviu principalmente para limitar as ambições nucleares de terceiros que possam pôr em perigo as duas superpotências.
Os tratados mais importantes não foram desenvolvidos até o advento da Administração Nixon, que tomou posse em 1969. A Comissão Consultiva Política do Pacto de Varsóvia enviou uma oferta para o Ocidente, incentivando a realização de uma cúpula sobre "segurança e cooperação na Europa". O Ocidente concordou e começou conversações para limites reais na capacidade nuclear das duas superpotências. Isto levou à assinatura do tratado [[SALT I]] em [[1972]]. Este tratado limitada arsenais nucleares de cada poder, apesar de ter sido rapidamente prestado fora de prazo como resultado do desenvolvimento de [[MIRV]]'s. No mesmo ano em que foi assinado SALT I, a Convenção sobre Armas Biológicas e o Tratado de Mísseis Anti-Balísticos também foram concluídas. Palestras sobre [[SALT II]] também começou em 1972.
Em [[1975]], a Conferência sobre Segurança e Cooperação na Europa reuniram-se e produziu os [[Acordos de Helsínquia]], uma série ampla de acordos sobre questões econômicas, políticas e de [[direitos humanos]]. A CSCE foi iniciado pela URSS, envolvendo 35 estados em toda a Europa. [2] Entre outras questões, uma das mais prevalentes e discutidos após a conferência foi a de violações dos direitos humanos na União Soviética. A [[Constituição Soviética de 1977|Constituição Soviética]] diretamente violado a [[Declaração Universal dos Direitos Humanos]], e esta questão se tornou um ponto de destaque da separação entre os Estados Unidos ea União Soviética. [3] A administração [[Jimmy Carter|Carter]] tinha vindo a apoiar grupos de direitos humanos dentro da União Soviética, e Leonid Brezhnev acusou a administração de interferência nos assuntos internos de outros países. [3] Esta solicitado intensa discussão da existência ou não de outras nações podem interferir se os direitos humanos básicos são violados, como a [[liberdade de expressão]] e de [[liberdade de religião|religião]]. A discordância básica nas [[filosofia]]s de uma [[democracia]] e um Estado de [[partido único]] não permitir a reconciliação desta questão. Além disso, os soviéticos passaram a defender suas políticas internas sobre os direitos humanos, atacando o apoio americano de países como [[África do Sul]] e [[Chile]], que eram conhecidos por violar muitas das mesmas questões de direitos humanos [3].
 
Leonid Brezhnev (esquerda) e Richard Nixon (à direita) em junho de [[1973]] Brezhnev visita a [[Washington, D.C.|Washington]], este foi um ponto alto na détente entre os Estados Unidos ea União Soviética.
Em julho do mesmo ano, o [[Apollo-Soyuz]] Test Project se tornou a primeira missão espacial internacional, onde três [[astronauta]]s norte-americanos e dois [[cosmonauta]]s russos e sua nave espacial acoplada conduziu experimentos conjuntos. Esta missão havia sido precedida por cinco anos de negociação política e de cooperação técnica, incluindo o intercâmbio de EUA e engenheiros russos entre os centros dos dois países no espaço.
Relações comerciais entre os dois blocos aumentou substancialmente durante a era de détente. Mais significativos foram os embarques de [[grão]]s vasta que foram enviados do [[Ocidente]] para a União Soviética a cada ano, o que ajudou a compensar o fracasso da [[kolkhoz]] agricultura soviética, coletivizada.
Ao mesmo tempo, a [[emenda]] Jackson-Vanik, assinado em lei pelo [[Gerald Ford]] em 03 de janeiro de 1975, após uma votação unânime ambas as casas do [[Congresso dos Estados Unidos]], foi projetado para alavancar as relações comerciais entre os EUA ea URSS, tornando os Estados Unidos depende de melhorias dos direitos humanos na União Soviética, nomeadamente permitindo refuseniks a emigrar, mas acrescentou que o estado da nação mais favorecida uma [[cláusula]] que, desde que nenhum país resistir a [[emigração]] possa ser concedido esse status. Este Jackson fornecido com um método de adicionar algum conteúdo ideológico para détente, que liga a geopolítica dos direitos humanos [4].
[Editar] Continuação conflitos
 
Como relações diretas descongeladas, as tensões aumentaram entre as superpotências continuou através de seus substitutos, especialmente no [[Terceiro Mundo]]. Conflitos no [[Sul da Ásia]] e do [[Oriente Médio]] em 1973, viu a União Soviética e dos EUA apoiando seus substitutos respectivos com material de guerra e posturas diplomáticas. Na [[América Latina]], os Estados Unidos continuaram a bloquear qualquer mudança para a [[esquerda política|esquerda]] eleitoral na região, apoiando [[direita política|direita]] [[golpe militar|golpes militares]]. Durante grande parte do período de détente cedo, a Guerra do Vietnã continuou a raiva. Nenhum dos lados o outro totalmente confiável eo potencial para a guerra nuclear permaneceu constante. Cada lado continuou a finalidade de milhares de [[ogivas nucleares]] sobre [[mísseis balísticos intercontinentais]] (ICBMs) uns para os outros cidades, manter [[submarino]]s com longo alcance a capacidade de armas nucleares ([[Míssil balístico lançado de submarino]] ou SLBMs) ​​nos oceanos do mundo, manter centenas de armas nucleares [[aeronave]]s em alerta constante, e as fronteiras guarda contenciosos na [[Coréia]] e na Europa com as forças terrestres de grande porte. Esforços de [[espionagem]] permaneceu alta prioridade como [[desertor]]es, [[Satélite espião|satélites de reconhecimento]], e intercepta sinal de intenções medida e tentou ganhar advantage.Talk estratégicos: Mais ênfase na diplomacia triangular?
[Editar] Fim da Détente
 
Veja também: Equipe B
A [[invasão soviética do Afeganistão]], que foi para escorar uma luta regime aliada levou a duras críticas no Ocidente e um boicote aos [[Jogos Olímpicos de Verão de 1980]], que estavam a ser realizada em [[Moscou]]. Jimmy Carter impulsionou os EUA orçamento de defesa e começou a ajudar financeiramente o presidente do [[Paquistão]], o [[general]] [[Muhammad Zia-ul-Haq]], que por sua vez subsidiar os combatentes [[Mujahidin]] anti-soviético na região.
De 1980 eleição presidencial americana viu [[Ronald Reagan]] eleito em uma plataforma de oposição à concessão de détente. Negociações sobre SALT II foram abandonados.
 
{{esboço-diplomacia}}
[[es:Détente]]
[[fi:Liennytys]]
[[fr:Détente (guerreGuerre froide)]]
[[he:דטאנט]]
[[hr:Detant]]
87 349

edições