Diferenças entre edições de "Alta Velocidad Española"

102 bytes removidos ,  11h23min de 15 de setembro de 2011
 
== História ==
[[Imagem:AltaVelocidadeEspaña-Febreiro2008Red actual de ferrocarriles de España (ancho europeo).png|right|thumb|280px|Mapa da rede projectada de alta velocidade espanhola, em Fevereiro de 2008. A verde a rede existente, a amarelo em fase de construção e vermelho em fase de projecto2011.]]
Em 1992 é inaugurado o primeiro serviço '''AVE''' entre Madrid e Sevilla, com recurso aos novos comboios da série 100, construídos pela Alsthom e em tudo idênticos aos utilizados no serviço [[TGV]] da [[SNCF]].
 
A 20 de Fevereiro de 2008, o AVE alcança a cidade de [[Barcelona]] por um trajecto provisório enquanto não é construída a nova estação multimodal da cidade de Barcelona. Este serviço arranca com algumas frequências e um tempo de viagem, nas viagens sem paragens intermédias, de 2h38. A concorrência com a aviação civil torna-se cada vez mais feroz e, ao longo dos tempos, a renfe vai introduzindo algumas alterações seja nas ofertas promocionais, seja nas frequências deste eixo. No mesmo ano, são introduzidos novos AVE entre Barcelona e Málaga e entre Barcelona e Sevilla, com passagem em Madrid. Em 2009 estes serviços, por via da construção de uma pequena ligação entre a LAV Madrid-Barcelona e a LAV Madrid-Sevilla, dispensam a passagem por Madrid e conseguem a redução de cerca de 60 minutos entre Barcelona e as cidades de Sevilla e Málaga.
 
Em 2010, é introduzida a segunda frequência nos comboios entre Barcelona e a Andaluzia. Também neste ano, pela conclusão da LAV Madrid-Valencia com um ramal a Albacete, são introduzidos comboios AVE entre Madrid e Valencia e entre Albacete e Toledo, com recurso a mais recente série de comboios de alta velocidade, a série 112. Enquanto os primeiros se revelaram um grande êxito, com as viagens mais rápidas em 1h35, os segundos foram um rotundo fracasso em virtude do seu percurso incluir passagem, com paragem para inversão de marcha, em Madrid. O tempo de viagem e as três frequências entre as cidades não resultavam muito mais atractivos que o serviço rodoviário ''Ciudad Directo'' existente entre Albacete e Toledo e entre Cuenca e Toledo, principalmente pela diferença de preços.
 
== Material circulante ==
54

edições