Diferenças entre edições de "1. FK Příbram"

147 bytes adicionados ,  19h14min de 18 de setembro de 2011
sem resumo de edição
==História==
 
A equipe foi uma das mais vitoriosas da antiga [[Tchecoslováquia]], recebendo apoio do governo comunista, que forçou os melhores jogadores do país a atuarem pelo Dukla.<ref name = "trivela">"Beleza e Ódio"ZAMBUZI, Luciana Zambuzi,(abril de 2008). ''Trivela''Beleza númeroe 26,ódio'''. abril[[Revista deTrivela|Trivela]] 2008,n. 26. Trivela Comunicações, págspp. 44-47</ref> Entre [[1945]], quando o [[comunismo]] foi instalado no país, até [[1982]], quando o regime começou a enfraquecer-se visivelmente, o Dukla foi o time que mais venceu na [[Tchecoslováquia]], faturando onze vezes o [[Campeonato Tchecoslovaco de Futebol|campeonato tchecoslovaco]].<ref>{{citar web | autor=STOKKERMANS, Karel | titulo= Czechoslovakia - List of Champions| publicado=RSSSF | data=14/03/2007 | obra= | url=http://www.rsssf.com/tablest/tsjslchamp.html| acessodata=18/09/2011 }} </ref>
 
Com isso, o Dukla sobressaiu-se em relação aos principais times da cidade - [[Slavia Praga]] e [[Sparta Praga]] - e do próprios país, simbolizando o estilo do futebol tchecoslovaco no exterior;<ref name = "trivela"/> [[Josef Masopust]], considerado o maior jogador da antiga [[Tchecoslováquia]], atuava pelo Dukla no período áureo do clube, que se beneficiava também da perseguição ao Slavia: esta era a equipe mais vitoriosa antes da [[Segunda Guerra Mundial]] e, por suas origens intelectuais e estudantis, foi perseguida pelo governo [[comunista]];<ref name = "trivela"/> muitos de seus jogadores estiveram entre aqueles que foram colocados no Dukla. Com isso, o maior concorrente da equipe foi o Sparta (menos afetado por ter origens proletárias<ref name = "trivela"/>) e os clubes [[Eslováquia|eslovacos]].<ref name = "trivela"/>
 
No entanto, com a derrocada do comunismo, o Dukla, bastante detestado pelos opositores em geral do regime,<ref name = "trivela"/> entrou em decadência, chegando a ser rebaixado. No final da temporada 1993/94 - a primeira da [[República Tcheca]] -, o clube caiu até a terceira divisão do campeonato tcheco, e foi forçado a vender muitos dos seus jogadores. Seus últimos títulos ainda datam da [[Tchecoslováquia]] - o campeonato nacional de 1982 e as Copas de 1983, 1985 e 1990.<ref name = "trivela"/> Em 1983 e 1985, o clube venceu também a Copa Tcheca, disputada na parte tcheca do extinto país.
 
Até que o tcheco de origem eslovaca '''Bohumil Ďuričko''' aceitou o desafio de reerguer os ex-gigantes. Seu primeiro passo foi comprar o '''FC Příbram''' (time da cidade de Příbram, na [[Boêmia Central (região)|Boêmia Central]]), que estava na segunda divisão. Os dois clubes se fundiram e formaram um novo clube, que pegou o lugar do Příbram na segunda divisão, mas disputava seus jogos em Praga. Depois de um ano, o clube voltou à divisão principal do futebol tcheco (em [[1997]]) com uma boa injeção de [[dinheiro]], e se moveu para Příbram, onde foi renomeado ''FC Dukla Příbram''.
 
Atualmente, de volta à segunda divisão, utiliza o nome de ''FK Marila Příbram'', e sonha em voltar aos antigos dias de glória.
 
== Nomes ==
* [[Ladislav Vízek]]
* [[Pavel Nedvěd]]
* ]][[Karel Krejci]]
 
{{ref-section}}