Diferenças entre edições de "Raquel Gameiro"

251 bytes adicionados ,  12h43min de 20 de outubro de 2011
m
sem resumo de edição
m
m
Filha do pintor e [[aguarelista]] [[Alfredo Roque Gameiro]] e irmã da ilustradora [[Maria Emília (Mamia) Roque Gameiro]], passou a infância e juventude na [[Amadora]], onde viveu com a sua família na actual [[Casa Roque Gameiro]]<ref>AAVV, Percursos, Conquistas e Derrotas das Mulheres na 1ª República, coord. de Teresa Pinto, Lisboa, Câmara Municipal de Lisboa - Grupo de Trabalho para as Comemorações Municipais do Centenário da República - Biblioteca Museu República e Resistência, 2010, p.131.</ref>.
Dedicou-se sobretudo à aguarela e à ilustração, tendo exposto pela primeira vez na [[Sociedade Nacional de Belas Artes]], onde foi várias vezes premiada, tendo também recebido um “Prémio Ex-líbris”, atribuído pela Imprensa Nacional. Vários dos seus trabalhos encontram-se expostos no [[Museu de Arte Contemporânea (Fundação de Serralves) | Museu de Arte Contemporânea]] e no [[Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia | Museu de Madrid]]<ref>Fernando de Pamplona: DICIONÁRIO DE PINTORES E ESCULTORES Portugueses ou que trabalharam em Portugal, Vol. IV 2ª Edição (actualizada) - Livraria Civilização Editora</ref>.
 
De entre as várias ilustrações que produziu, são notáveis as imagens criadas para ''O Livro do Bébé'' (1917; 3.ª edição, 1925), com versos de Delfim Guimarães (1872-1933) e a capa para o livro ''Água de Neve'' (1933), de Nuno de Montemor.
 
Foi mãe da ilustradora Guida Ottolini.
501

edições