Abrir menu principal

Alterações

2 690 bytes adicionados ,  16h39min de 1 de dezembro de 2011
m
copy-and-paste. {{falta-árvore-genealógica}}
{{semmais-fontesnotas|data=JulhoDezembro de 2011}}
{{Sem infocaixa|Monarca}}
'''Vonones I''' também denominado '''Vonones I de Pártia''' foi um rei dos [[Partas]] e governante da [[Arménia]]. doEle foi rei dos Partas após o assassinato de [[Orodes III da Pártia]], mas disputou o reino com [[Artabano II da Pártia]] e foi deposto. Ele governou a Arménia no período dividido entre os [[Império Romano|Romano]] e os [[Partas]], tendo governado sob o protectorado romano entre [[15]] e [[16]] e entre 16 e [[18]] como rei nominal. Foi antecedido nona governoArménia por [[Artavazd V]] e foi sucedido por [[Artaxias III]].
 
== Rei da Pártia ==
[[Fraates IV da Pártia]] tinha vários filhos legítimos, e uma concubina italiana de nome ''[[Thermusa]]'', presente de Júlio César.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4">[[Flávio Josefo]], ''Antiguidades Judaicas'', Livro XVIII, Capítulo 2, ''Agora Herodes e Filipe constroem várias cidades em honra a César. Sobre a sucessão dos sacerdotes e procuradores, e o que aconteceu com Fraates e os partas'', 4</ref><ref group="Nota">Júlio César é o imperador romano [[Augusto]]</ref> Fraates e Thermusa tinham um filho, Fraataces, e Thermusa, querendo que seu filho sucedesse o pai, convenceu Fraates IV a enviar seus filhos legítimos como reféns para [[Império Romano|Roma]].<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" /> Fraataces, porém, não quis esperar a morte do pai, e, com ajuda da mãe, o assassinou, tomando a mãe por amante em seguida.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" /> Os persas, indignados pelo parricídio e pela amor não natural entre filho ([[Fraates V da Pártia]]) e mãe os expulsaram, e ele morreu.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" /> Não querendo ficar sem reis, e precisando de um descendente de [[Ársaces I da Pártia]], eles chamaram [[Orodes III da Pártia|Orodes]], porém este era muito cruel e foi assassinado.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" /> Em seguida, chamaram, de Roma, Vorones, mas rapidamente mudaram de ideia, não querendo ser governados por alguém que foi escravo (pois os partos chamavam os reféns de escravos), convidaram [[Artabano II da Pártia]], que era descendente de Ársaces e rei da [[Média (reino)|Média]], para ser seu rei.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" />
 
== Guerra com Artabano ==
Houve guerra entre as duas facções e, inicialmente, a maioria dos partos estavam com Vorones, que derrotou Artabano, que fugiu para as montanhas da Média.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" /> Mais tarde, Artabano reuniu um grande exército, e derrotou Vorones, que fugiu para a [[Armênia]].<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" />
 
== Rei da Arménia ==
Vorones queria governar a Armênia, e enviou embaixadores a Roma, mas [[Tibério]] recusou, diante da ameaça do rei dos partos.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" /> Vorones foi enviado a [[Silano (desambiguação)|Silano]], governador da Síria, e a Armênia foi governada por [[Orodes da Armênia|Orodes]], filho de Artabano.<ref name="josefo.antiguidades.18.2.4" />
 
== {{Ver também}} ==
* {{Link||2=http://en.wikipedia.org/wiki/Encyclop%C3%A6dia_Britannica_Eleventh_Edition |3=Encyclopædia Britannica Eleventh Edition.}}
 
{{notas e referências}}
 
{{Esboço-rei-armênia}}
 
{{DEFAULTSORT:Vonones I}}
[[Categoria:Reis da Armênia]]
[[Categoria:Reis da Pártia|Vorones 01]]
 
[[bg:Вонон I (Партия)]]
59 772

edições