Abrir menu principal

Alterações

== História ==
 
O '''Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais''' (IHGMG), entidade cultural particular sem fins lucrativos, foi fundado em 1907 na capital mineira [[Belo Horizonte]], a exemplo do [[Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro]] (IHGB), fundado no Rio de Janeiro em 1838.
No final do Império e nos anos iniciais da Republica, inúmeros Estados criaram seus Institutos Históricos e Geográficos. Foi no “Clube Floriano Peixoto”, uma sociedade cívica de debates republicanos, sediada em Belo Horizonte, presidido pelo Coronel Júlio César Pinto Coelho que corporificou-se a ideia da fundação do IHGMG. O Clube programou uma reunião para 16 de junho de 1907, quando discursou o Dr. Augusto de Lima, “fazendo entrega da organização do Instituto a seus sócios fundadores.”
Estiveram envolvidos na fundação do IHGMG os doutores Augusto de Lima, Prado Lopes, João Luiz Alves, Francisco Alves Júnior, Cel. Francisco Bressane, Olinto Meireles, Estevam Pinto, Pedro Sigaud, Major João Líbano Soares, Rodolfo Jacob e o Coronel Júlio César Pinto Coelho. O presidente do Estado de Minas Gerais, João Pinheiro da Silva foi escolhido por aclamação para presidir as sessões.
O IHGMG publica a “Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais” que não segue uma periodicidade regular em suas publicações. A revista é impressa, mas seus primeiros números podem ser consultados do site do [[Arquivo Público Mineiro]].
O IHGMG foi criado quando o APM já estava em funcionamento, desde sua fundação em 1895, no entanto os dois órgãos guardavam entre si diferenças circunstanciais, enquanto o IHGMG foi criado como uma instituição particular, o APM foi criado pelo Governo do Estado de Minas e nesse sentido foi-lhe atribuído uma tarefa da qual o IHGMG não exerceria: estava sob a guarda do APM os originais da "Constituição Política do Estado".
 
 
== Presidentes do IHGMG ==
6

edições