Diferenças entre edições de "Problemas sociais do Brasil"

916 bytes adicionados ,  19h47min de 14 de dezembro de 2011
→‎Violência: - Pesquisa do Instituto Sangari divulgada hoje
(→‎Aspectos regionais: - Nova pesquisa do IBGE)
(→‎Violência: - Pesquisa do Instituto Sangari divulgada hoje)
{{Artigo principal|[[Criminalidade no Brasil]]}}
[[Ficheiro:Violencia27022007.jpg|thumb|350px|As áreas em azul têm uma alta incidência proporcional de homicídios. <center>(Clique para ampliar)]]
 
Uma pesquisa do [[IBGE]], divulgada em [[2010]] com dados do [[PNAD]] [[2009]], mostra que 47,2% das pessoas não se sentem seguras nos municípios onde moram em decorrência da falta de confiança na polícia e nas políticas voltadas para segurança pública.<ref name="segur"/> Em resposta, cerca de 60% dos domicílios mostraram ter algum dispositivo de segurança.<ref name="segur">[[IBGE]]. (15 de dezembro de 2010). [http://ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1786&id_pagina=1 ''47,2% das pessoas não se sentem seguras na cidade em que moram''], acesso em 17 de dezembro de 2010</ref>
Uma pesquisa divulgada em 2011 mostrou que, nos últimos 30 anos, mais de um milhão de pessoas foram assassinadas no Brasil.<ref name="mapa2011">Waiselfisz, Julio Jacob (2011). ''[http://www.sangari.com/mapadaviolencia/pdf2012/mapa2012_web.pdf Mapa da Violência 2012 - Os Novos Padrões da Violência Homicida no Brasil]''. Instituto Sangari, acesso em 14 de dezembro de 2011</ref>
 
Em relação ao período de 2004 a 2007 os homicídios no país (192.804) foram superiores ao de 12 conflitos armados mundiais, que representam 81,4% do total de mortes diretas do período, valor que não pode ser atribuído a dimensões territoriais, visto que o Paquistão, com cerca de 185 milhões, teve número e taxas bem menores.<ref name="mapa2011"/>
 
Os estados mais violentos, em 2010, foram Alagoas, Espírito Santo e Pará com crescimento triplicado ou quadruplicados em relação aos últimos 10 anos.<ref name="mapa2011"/>
 
Uma pesquisa do [[IBGE]], divulgada em [[2010]] com dados do [[PNAD]] [[2009]], mostra que 47,2% das pessoas não se sentem seguras nos municípios onde moram em decorrência da falta de confiança na polícia e nas políticas voltadas para segurança pública.<ref name="segur"/> Em resposta, cerca de 60% dos domicílios mostraram ter algum dispositivo de segurança.<ref name="segur">[[IBGE]]. (15 de dezembro de 2010). [http://ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/noticia_visualiza.php?id_noticia=1786&id_pagina=1 ''47,2% das pessoas não se sentem seguras na cidade em que moram''], acesso em 17 de dezembro de 2010</ref>
 
Na região Sudeste, uma pesquisa do [[IPEA]] divulgada em março de [[2011]] mostra que 75,15% dos seus habitantes não confiam nas polícias Civil e Militar.<ref name="trintademarco"/> Em outras regiões, a baixa confiabilidade também é marcante: na Centro-Oeste - onde há a maior média de policiais por habitante - 4,5% confiam na polícia; na região Norte, 4,45%.<ref name="trintademarco">[[IPEA]] (30 de março de 2011). [http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/SIPS/110330_sips_seguranapublica.pdf ''Sistema de Indicadores de Percepção Social''], acesso em 2 de abril de 2011</ref>
5 709

edições